Belkis acompanha implantação de galerias na passagem da antiga Shell


Servidores Municipais podem se inscrever para a concessão de bolsa de estudos na Faculdade Estácio de Sá


IPMO e Secretarias de Cultura e de Meio Ambiente e Agricultura se apresentaram no 2º dia da Semana do Orçamento


Estão abertas as inscrições para o Concurso Regional de Poesias, Crônicas e Contos


VAGAS DO PAT (POSTO DE ATENDIMENTO AO TRABALHADOR) PARA O DIA 12/08/2015


Sexta à tarde, sábado e domingo, mude de trajeto, mas saiba porquê.

Sexta à tarde, sábado e domingo, mude de trajeto, mas saiba porquê.



Possivelmente a passagem em nível da antiga SHELL, no fim da rua Lopes Trovão e início da av. Horácio Soares estará interditada.


O local, cruzamento da rua Rio de Janeiro com a rua Lopes Trovão, que possui um grande fluxo de veículos, em especial antes e após o horário de almôço e à tarde, horário de saída do trabalho e dias úteis da semana, 



está em obras há mais de uma semana e, para não atrapalhar ainda mais o trânsito a Prefeitura deixou para cortar o pavimento asfáltico paralelo a via férrea, onde será instalada uma grande galeria pluvial, nesses dias. 


Por isso a interdição.


O incômodo de mudarem o trajeto será mínimo, aproveitando o final de semana que possui um pequeno fluxo de veículos, sendo inevitável, necessário para a ligação da galeria que se inicia a 

céu aberto paralelo à ferrovia, passando pela galeria pré-moldada que atravessa por debaixo do pavimento asfáltico do fim da rua Lopes Trovão e continuando, agora em tubulação de 1,20m de diâmetro até a caixa de inspeção da 






















rua Antonio José de Camargo, quando passará por debaixo da ferrovia e na caixa a galeria estará ligada a tubulação de 1,00 de diâmetro ali já existente e que pretende sejam colocadas mais uma galeria do mesmo 

diâmetro até que as águas caiam no córrego Monjolinho, pouco mais de 200 metros abaixo da via férrea e rua Júlio Mori, já prevendo, inclusive, a continuidade da av. Horácio Soares, que em futuro breve se 



estenderá em curva e adentrará em alça de acesso na rua Rio de Janeiro, sentido bairro/centro, passará sobre a galeria, quando desafogará o trânsito local impedindo o contínuo engarrafamento ali existente. 


O terreno necessário já foi doado pela Shell antes da venda do imóvel a investidores.

A casinha do "guarda cancela" será preservada, segundo o engenheiro Betão, a rua Lopes Trovão seguirá em frente em duas vias 



na mesma mão de direção até a av. Horácio Soares, sem a interrupção da via nos dois sentidos.
Toda essa galeria de 1,20m de diâmetro já está sendo instalada para da rua Lopes Trovão até a caixa de 

inspeção da rua Antonio José de Camargo, e a interdição da rua Lopes Trovão se dará apenas nesses dias já apontados, ou seja, sexta à tarde, sábado e domingo, respectiva-mente dias 14, 15 e 16 de agosto de 2015.



A recepção a céu aberto ao lado da via férrea e antes da rua Lopes Trovão já se encontra praticamente pronta, o que não causará demora na instalação da galeria pré-moldada já pronta que será instalada nesses dias e concluirá 


todo o trajeto das águas que vinham causando prejuízos e dissabores aos moradores do Jardim Ouro Verde, alguns conscientes da realidade dos fatos, caso do Rodrigo, 








proprietário da STÚDIO, escola de música que recentemente sofreu sérios prejuízos e instalou uma verdadeira comporta de chapas de ferro à frente do seu imóvel para que as águas em períodos críticos não mais 



entrassem por sua garagem, assim como também o Sr. Eduardo e o Sr. Felipe que também tomaram providências quanto a entrada de águas pluviais oriundas das fortes chuvas de setembro/2014.






















Com certeza esses cidadãos não sofrerão mais com as chuvas, podendo dormirem tranquilos após o término dessas obras executadas pela Prefeitura de Ourinhos, a pedido da Prefeita Belckis Fernandes que atendeu aos reclamos populares, se sensibilizando e solidarizando-se, pois a partir do término das obras as águas, que há décadas e várias gestões governamentais vêm causando prejuízos aos moradores, serão captadas por essa galeria construída com recursos próprios do Município,
que economizou construindo seus próprios tubos e galeria pré-moldada, utilizando-se de servidores municipais orientados pelo engenheiro responsável, secretário "Betão", também com planejamento próprio, executado por engenheiros da Prefeitura de Ourinhos.
Os moradores do Jardim Ouro Verde e parte do Jardim Paulista, dos quais este redator está incluido e sabe da importância dessa obra que todos aguardaram por décadas, com certeza estão agradecidos pela visão e sensibilidade da prefeita Belckis Fernandes, que soube atender com presteza e eficiência o grande e velho problema que existia no local, executando uma obra esperada com ansiedade e até angústia, tendo em vista os altos custos esperados para sua construção, mas que está agora sendo solucionada de forma definitiva e econômica, com recursos próprios do Município.



Pressionada por moradores, Câmara de Jacarezinho vota redução salarial


UFPR abre quatro concursos públicos e três processos seletivos para diversas áreas


Concurso do Banco do Brasil com 860 vagas abre inscrições nesta terça


PM’s em patrulha capturam 02 procurados da Justiça nos bairros São Carlos e Boa Esperança em Ourinhos


PM’s de Ourinhos capturam procurado da Justiça no centro da cidade


Veículo choca-se contra defensa da CART no trevo BR 153/Raposo Tavares em Ourinhos


Sequestro de criança em Santa Cruz do Rio Pardo movimenta a Polícia Civil