Administração passada deixou mais de 320 pedidos de retiradas de galhada sem atendimento



Administração passada deixou mais de 320 pedidos de retiradas de galhada sem atendimento

Resultado de imagem para retirada de galhadas das ruas de ourinhos
Por determinação do Prefeito Lucas Pocay, a Prefeitura está realizando uma força tarefa para acabar com a demanda reprimida.

O caos generalizado causado pela antiga gestão, que paralisou quase todos os setores da cidade, também atingiu os serviços urbanos. Desde setembro do ano passado mais de 320 pedidos de retirada de galhadas pela cidade se acumulam no setor.
Um serviço que poderia ter uma solução simples e rápida se torna ainda mais grave quando os três caminhões utilizados para esta finalidade foram entregues pela antiga administração sem condições de uso.
“Todos os veículos que estavam disponíveis para a realização da retirada de galhadas e limpezas tinham algum tipo de problema, desde motor a falta de pneu. Então, começamos consertando o que havia quebrado para depois darmos início ao trabalho”, afirma o técnico municipal da pasta, Paulo Sérgio Dias Garcia.
         Enquanto os caminhões estavam em conserto, a secretaria se adiantou para fazer a aquisição e compra do material de trabalho para o dia a dia. “Já está em curso um pedido de pregão para contratação de outros caminhões para auxiliar neste serviço”, ressalta o técnico.
O trabalho começou efetivamente no início de fevereiro em parceria com a SAE (Superintendência de Água e Esgoto), que futuramente deverá ficar responsável pela retirada de galhadas e por toda a logística de limpeza.
De acordo com Paulo, há diversos obstáculos a serem vencidos até que a quantia de pedidos parados seja zerada, mas com o decorrer dos serviços, a tendência é que os problemas sejam sanados.
         “Havia um vício da antiga administração de se limpar apenas aquela galhada que constava em lista de pedido, o que é prejudicial, porque se há uma galhada em um número de determinado endereço e outra ao lado, não há necessidade de se fazer duas viagens. É preciso ter uma organização e por isso, o Prefeito Lucas Pocay determinou que seja feito o máximo de limpeza possível para que a cidade esteja sempre limpa”, afirma.
Desde o início do trabalho, a Prefeitura tem realizado de três a quatro pedidos por caminhão por dia, de acordo com a necessidade e quantidade de material recolhido.
“Vale lembrar que estamos sanando os antigos pedidos, mas ao mesmo tempo, tem novos pedidos entrando na lista. Então é um trabalho contínuo que não pode parar”, fala.         
Paulo ressalta que tem ocorrido muita irregularidade nos processos de poda e limpeza da cidade, que precisam de esclarecimentos. “A população precisa se conscientizar que a arborização pública é responsabilidade da prefeitura e caso contrário, o munícipe está sujeito a multa por infração. Sendo assim, ao mesmo tempo que a secretaria vai fazer a poda, ela tem a responsabilidade de limpar as galhadas. O que tem ocorrido é que devido ao fato do serviço ter paralisado, muitas pessoas decidiram por conta própria pagar pela poda da árvore em frente ao seu imóvel e depois entram em contato para a prefeitura retirar a galhada. Assim como também há pessoas que tem feito a poda da arborização interna de seus imóveis e acionado a prefeitura para levar as galhadas. O processo correto não é esse. Precisamos que a população esteja consciente para haver controle sobre as responsabilidades da prefeitura

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.