Agricultores de assentamento transformam bambu em fonte de renda



Agricultores de assentamento transformam bambu em fonte de renda
Resultado de imagem para bambus

Projeto da Unesp, em Bauru, mostra as diferentes utilidades da planta
EBC
31/01/2017


Bambus
O Brasil Rural desta terça-feira (31) foi até o interior de SP em busca de boas ideias. Um desses projetos vem da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), em Bauru. Produtores da Associação Agroecológica Viverde transformam o bambu em fonte de renda para o assentamento Horto de Aimorés. Por lá, pelo menos 20 famílias que viviam somente da agricultura familiar são beneficiadas. 
 
Em entrevista ao Brasil Rural, o presidente da associação, José Maria Rodrigues, falou mais sobre o projeto que vem ajudando a gerar renda alternativa e fixar o trabalhador no campo. A matéria-prima sai de um bambuzal plantado dentro do próprio campus da universidade. São mais de 25 espécies cultivadas. A fábrica, construída na universidade, conta com o trabalho de 15 estudantes que cortam, lixam e tratam o bambu para criação de objetos. 
 
"A gente quer construir uma mini-fábrica no assentamento, que é constituído de 415 famílias, para que os filhos continuem seus trabalhos dentro do campo. A ideia é gerar esta demanda para a própria comunidade. Da universidade para dentro do campo, ele vira um projeto de extensão com alunos de Design e outros cursos", diz Zé Maria, que dá ainda dicas para a durabilidade da planta tão comum no Brasil. 
 
Para cursos de cultivo, manejo da produção e mais informações, o contato da Associação Agroecológica Viverde é (14) 99661-5763 e grupoviverde@gmail.com
Fonte: Unan - Reitoria Unesp

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.