Dezessete dos 149 mortos na crise do ES são menores, diz Sindipol



15/02/2017 

Dezessete dos 149 mortos na crise do ES são menores, diz Sindipol



Jovem de 17 anos foi baleada em Conceição da Barra (Foto: Arquivo pessoal)

Jovem de 17 anos foi baleada em Conceição da Barra (Foto: Arquivo pessoal)

Na Grande Vitória, morreram 11 adolescentes; no interior, seis.
Informações foram divulgadas pelo sindicato nesta quarta-feira (15).

Manoela Albuquerque - Do G1 ES



Entre 149 mortos durante a crise de segurança no Espírito Santo, 17 são menores de idade. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol) do estado nesta quarta-feira (15).
Veja nomes e histórias de pessoas mortas na crise de segurança no ES

Nesta-terça, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) divulgou pela primeira vez o balanço com o número de mortos: 143 homicídios do dia 4 ao dia 13 de fevereiro. Nenhum dado atualizado foi divulgado até o momento. 

Nesta quarta-feira, o sindicato atualizou o número, que chegou a 154.
Segundo o Sindipol, na Grande Vitória, onze vítimas são adolescentes. Nove são meninos com idades entre 15 e 17 anos, e outras duas são meninas, com idade entre 14 e 16 anos.
No interior, seis menores com idade entre 15 e 17 anos foram vítimas de homicídios. Em Conceição da Barra, no Norte do estado, morreu uma menina de 17 anos; em Aracruz e Rio Novo do Sul, morreram dois meninos de 17 anos. Já em Jaguaré, São Mateus e Nova Venécia, as vítimas são meninos com 15 anos de idade.
Sandy Ferreira Farias
A adolescente de 17 anos morreu após ser baleada na madrugada do dia 8 de fevereiro, em Conceição da Barra. Ela estava com outras duas pessoas, que também foram baleadas.
Parentes disseram que as vítimas estavam perto de um bar quando foram surpreendidas pelo atirador, que estava dentro de um carro modelo Gol de cor vermelha. Ela foi alvejada por quatro disparos, dois no estômago, um no tórax e o outro no braço esquerdo.

Homens pardos na periferia
De acordo com o sindicato, o perfil dos mortos durante a crise de segurança no estado são homens com a cor de pele parda, moradores de periferia, com idades que variam entre 16 e 50 anos.

Onze mulheres
Entre os 149 homicídios analisados pelo Sindipol, onze são de mulheres. Na Região Metropolitana foram nove mulheres executadas. Os crimes aconteceram na Serra , em Vitória e em Vila Velha, onde ocorreram duas mortes; e em Cariacica, onde houve uma morte.

No interior, a Polícia Civil registrou dois homicídios de mulheres, um em Linhares e um em Conceição da Barra.

Ligação com o tráfico
Pelas regiões onde os crimes aconteceram, pelas idades das vítimas e maneira como aconteceram os assassinatos, o Sindicato dos Policiais Civis acredita que grande parte das mortes foi causada pela disputa pelo controle do tráfico de drogas.
“É uma tendência no estado. Acreditamos que sem a PM fazendo o patrulhamento ostensivo nas ruas, as gangues ligadas ao tráfico de drogas tentaram expandir suas áreas de atuação e isso resultou na carnificina que vimos nos últimos dias. Esperamos que a Polícia Civil, com a estrutura que tem, dê conta de investigar tantos crimes”, disse Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.