Grupo estuda 'bafômetro' para detectar diabete



Grupo estuda 'bafômetro' para detectar diabete


Unesp participa da pesquisa
Paula Felix , O Estado de S. Paulo
10/02/2017

O objetivo era criar um sensor para detectar gases tóxicos, mas um grupo de pesquisadores brasileiros, franceses e espanhóis acabou desenvolvendo um modelo de “bafômetro” para livrar os pacientes com diabete das incômodas picadas no dedo para verificar o índice de glicemia no sangue. O projeto teve início em 2014 e, com os aprimoramentos previstos e testes clínicos, pode se tornar uma realidade em quatro anos.
Leia reportagem completa

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.