Riscos da ingestão de carne vencida



Riscos da ingestão de carne vencida


Nutricionista egressa da Unesp é entrevistada
Rafaela Tavares/Folha da Região/Araçatuba
22/03/2017
Lívia Bernardes Rodrigues recomenda cuidado na hora de escolher e comprar os alimentos




Cálculos renais, distúrbios gastrointestinais, diarreia, vômito e até morte são alguns dos efeitos que podem ser causados pela ingestão de carne vencida ou de ácido ascórbico em excesso - a substância seria usada para disfarçar sabor e cheiro de produtos de origem animal podres, segundo as investigações da operação Carne Fraca.

A nutricionista Lívia Bernardes Rodrigues falou à Folha da Região sobre cuidados que a pessoa pode tomar ao escolher alimentos de origem animal. Formada na Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) de Botucatu e com pós-graduação pela Faculdade Gama Filho e pela Unesp de Presidente Prudente, ela explicou também os riscos que embutidos e carnes ultraprocessadas oferecem à saúde do consumidor. 

Um dos problemas apontados em matérias sobre a investigação e que preocupou a população é a utilização de ácido ascórbico (popularmente conhecido como vitamina C) para maquiar alimentos vencidos. Essa substância ingerida com a carne faz mal para o organismo? 

O problema é a ingestão excessiva da vitamina em questão. A ingestão diária recomendada para um adulto sadio é de 75mg. Como se trata de uma vitamina hidrossolúvel, o excesso é eliminado pela urina. Entretanto, doses muitas altas podem causar cálculos renais, distúrbios gastrointestinais e incômodo na bexiga, pois acidifica a urina e isso provoca irritação. 

O que o consumo de carne vencida pode causar? 
A carne, assim como qualquer produto após a data de validade, pode apresentar aumento na atividade microbiana, que acarretará em sua deterioração. Alguns microrganismos podem ser nocivos à saúde - são chamados de patogênicos. Eles podem causar danos simples (diarreia, vômito, dores abdominais) ou até a morte - os sintomas vão depender do tipo de microrganismo veiculado ao alimento.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.