João Doria não será candidato a presidente, mas pode ser a governador




João Doria não será candidato a presidente, mas pode ser a governador
Por iG São Paulo | 05/04/2017


Rovena Rosa/Agência Brasil - 1.1.17
João Doria deve ser o próximo candidato ao Governo de São Paulo pelo PSDB

Fontes ligadas ao PSDB dizem que prefeito de São Paulo pode ser candidato a governador do Estado, já que o partido não tem nome de peso para o cargo

Modelo de nova gestão e bem avaliado por 77% dos moradores da capital paulista, o prefeito de São Paulo João Doria parece ter caído não só nas graças da população, mas também nas do seu partido, PSDB. 
Fontes do partido PSDB desmentiram rumores dos últimos dias de que João Doria  poderia ser o próximo candidato à Presidência da República, porém a história mudaria totalmente de figura quando o assunto é Governo do Estado. Doria seria o nome certo, uma vez que o partido não tem um nome forte para o cargo.
A notícia explode dias após o prefeito negar a possibilidade de ser presidente .“Não sou candidato, quero dizer a vocês com toda clareza que não sou", afirmou Doria durante a 10ª edição da Brazil Conference, organizada pelo Bank of America Merrill Lynch.
 O partido tem agora a missão de convencer João Doria a repetir o bom trabalho realizado até agora na prefeitura da capital.

Gestão Doria é aprovada pelos paulistanos


Pesquisa do Datafolha apontou que o mandato do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) é bem avaliado por 77% dos moradores da capital paulista, sendo que 44% consideram a gestão como boa ou ótima e 33% a classificam como regular. Apenas 13% dos entrevistados se disseram insatisfeitos e outros 10% não souberam responder. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. 
Na comparação com o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), o tucano leva vantagem: 63% consideram que o mandato de Doria será melhor do que o do petista, que terminou a gestão, no fim de dezembro, com somente 17% de aprovação. A rejeição de Haddad fez com que ele não conseguisse se reeleger para mais quatro anos à frente da prefeitura.

"Ao contrário do Lula, ganhei meu dinheiro trabalhando"

Apontado como pré-candidato à Presidência da República, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), fez novas críticas à passagem do PT pelo Palácio do Planalto e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As declarações foram feitas nesta semana durante a 10ª edição da Brazil Conference, organizada pelo Bank of America Merrill Lynch.
“O maior assalto aos cofres públicos da história foi promovido pelo PT. Eu tenho coragem de falar porque não sou político e não devo nada a ninguém. Tenho uma vida honesta, uma vida de transparência. E meu dinheiro, ao contrário do Lula, ganhei trabalhando”, o tucano durante discurso a uma plateia composta, principalmente, por empresários. Ele foi aplaudido de pé após a declaração.
Doria disse que, “com o exemplo feito em São Paulo”, quer “ser uma referência para outras pessoas para que se movam, atuem e tenham coragem para que o Brasil nunca mais volte a ser administrado por uma gangue de criminosos que durante 13 anos roubou o nosso País”.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.