Deputados irão à Rússia para 'aprender' com preparação da Copa das Confederações


Resultado de imagem para bandidagem




Deputados irão à Rússia para 'aprender' com preparação da Copa das Confederações
Demétrio Vecchioli
04/05/2017













Deputado Goulart (Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados)

Em apenas seis dias, a Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou duas polêmicas viagens ao exterior sob o pretexto de conhecer estruturas esportivas. Ambas são assinadas pelos deputados Fábio Mitidieri (PSD-SE) e Goulart (PSD-SP). Nesta quarta-feira, em requerimento também subscrito por Roberto Góes (PDT-AP), eles conseguiram aprovar uma viagem à Rússia para conhecer a organização da Copa das Confederações. A alegação é que o Brasil precisa adquirir conhecimento para os próximos mega-eventos que irá receber. 

“A visita às cidades de Moscou e São Petersburgo nos trará noção de como o país da Rússia (sic) se preparou para sediar eventos mega esportivos (sic) tais como a Copa das Confederações e Copa do Mundo e como eles poderão se beneficiar das promessas de segurança e investimentos oficiais, em contraponto com as demandas sociais e a comparação com o país que anteriormente foi sede desses dois megaeventos esportivos, o Brasil.

A visita à cidade sede da Copa das Confederações de 2017 é de fundamental importância para implantarmos e atuarmos na segurança e nos investimentos sociais de diversos megaeventos esportivos que virão a ser realizados no Brasil nos próximos anos”, argumenta Goulart no requerimento apresentado ontem (2) e votado hoje (3). Góes e Mitidieri pediram para subscrever o requerimento.

Ao blog, Mitidieri disse que não leu o requerimento, por isso, desconhecia os argumentos apresentados para a viagem. “Subescrevi pela fala do Goulart”, afirmou, explicando: “Acho que o requerimento do Goulart era meritório porque vai ser a próxima sede e  como o Brasil sediou e hoje temos obras da Copa que não foram encerradas até hoje, foi colocado nesse sentido”.

Na quinta-feira da semana passada, foi Mitidieri quem apresentou requerimento solicitando que os deputados façam uma viagem a Atenas para conhecer como a capital grega lida com seu legado olímpico. Na ocasião, Goulart pediu para também assinar o requerimento, não sem antes criticar a criação de novos cargos na Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo) em momento de crise financeira e contenção de gastos.

Como mostrou o Olhar Olímpico, os deputados aprovaram apenas a viagem a Atenas durante a sessão de quinta-feira, porém, na ata da sessão, consta que o requerimento foi alterado para que eles também viajem a Londres e Barcelona, novamente sob o pretexto de conhecer o legado olímpico. Mitidieri viajou para essas duas cidades, com a mesma justificativa, por uma semana, em setembro de 2015, apresentando um relatório.

Do Blog Olhar Olimpico

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.