GIRO UOL 23/05/2017



GIRO  UOL
23/05/2017


Atentado em Manchester
 
Peter Byrne/PA via AP
Um atentado na noite de ontem deixou 22 mortos e pelo menos 59 feridos durante show da cantora Ariana Grande na Manchester Arena, no Reino Unido. Há crianças entre as vítimas. Segundo a polícia, o incidente aconteceu do lado de fora da arena, que tem capacidade para 21 mil pessoas e estava lotada para o show. 
Sem palavras
 
Mario Anzuoni/Reuters
Ariana Grande publicou uma mensagem no Twitter lamentando o atendado que aconteceu em seu show em Manchester ontem. A cantora disse que está  "ferida. do fundo do meu coração, sinto muito. não tenho palavras". Ariana Grande é um dos principais nomes do pop contemporâneo. Aos 23 anos, ela acumula nove anos de carreira e três discos de estúdios lançados entre 2013 e 2016. 
Alívio no Morumbi
 
Marcello Zambrana/AGIF
O São Paulo fez as pazes com a vitória. A equipe derrotou o Avaí por 2 a 0 no Morumbi e conquistou os três primeiros pontos no Campeonato Brasileiro. Pratto e Luiz Araújo marcaram para o clube paulista. 
Corrupção no futebol
 
Albert Olivo/Efe
A polícia espanhola prendeu o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell em uma operação contra lavagem de dinheiro hoje. Agentes investigam uma organização que supostamente cobrava comissões ilegais de direitos de imagem da seleção brasileira de futebol. Segundo a imprensa espanhola, o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira também é alvo da operação. 
Lula denunciado
 
Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
O ex-presidente Lula foi denunciado, nesta segunda-feira, pela força-tarefa da Lava Jato por diversos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a denúncia, Lula é acusado de estruturar, orientar e comandar esquema ilícito de pagamento de propina, além de comandar uma "sofisticada estrutura ilícita" para captação de apoio parlamentar.
Janot pede prisão de Aécio
 
Alan Marques/Folhapress
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou com um recurso no STF contra a decisão do ministro Edson Fachin, que indeferiu o pedido de prisão preventiva do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do deputado federal Rodrigo Loures (PMDB-PR). Os parlamentares são investigados por suposta prática de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução à investigação. 
Perito contesta gravação
 
Leonardo Soares/UOL
O perito Ricardo Molina, contratado pela defesa do presidente Michel Temer, afirmou que a gravação da conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista não tem condições técnicas de ser utilizada em um processo. Molina ainda contestou a transcrição do trecho em que o empresário teria usado a frase "todo mês", em que se referia a pagamentos para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.
Fogo amigo
 
Alan Marques/ Folhapress
O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) defendeu a renúncia do presidente Michel Temer. Em vídeo divulgado nas redes sociais, Renan diz que o "presidente compreenderá o seu papel e ajudará na construção de uma saída". Ele também afirmou que a OAB "se equivoca ao propor o impeachment". 
Moro homologa acordo
 
Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress
O juiz Sergio Moro homologou, nesta segunda-feira, o acordo de leniência da Odebrecht assinado com os procuradores da Lava Jato em dezembro. No documento, a empresa se compromete a pagar uma multa de R$ 6,8 bilhões em 20 anos. O dinheiro será dividido entre Brasil, que ficará com 70% do total, Estados Unidos e Suíça. 
Rir para não chorar
 
Laerte
Crise política, delação da JBS e a Constituição complexa do país são os destaques das charges da última semana. 
Megaoperação na cracolândia
 
Marlene Bergamo/Folhapress
Um dia após a megaoperação na cracolândia, no centro de São Paulo, ao menos duas dezenas de usuários de drogas dormem no chão dentro do local escolhido pela prefeitura como abrigo. Outras centenas de dependentes químicos se espalharam pelo centro e consumiram crack nas imediações. 
Cultura em São Paulo
 
Junior Lago/UOL
Uma seleção de 750 obras do acervo do Itaú Cultural tenta repassar as representações mais extremas do Brasil, de paisagens do holandês Frans Post, realizadas no século 17, aos desenhos de Alexandre Orion nos muros cinzentos de uma São Paulo do século 21. A mostra entra em cartaz amanhã na Oca, no parque Ibirapuera, em São Paulo. A entrada é franca.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.