Lucas Pocay promove projeto de saúde bucal inédito em Ourinhos



Lucas Pocay promove projeto de saúde bucal inédito em Ourinhos

Resultado de imagem para saúde bucal

Prevenir a cárie através da incorporação de bons hábitos alimentares e da higiene bucal em crianças de 0 a 5 anos de idade. Essa é a intenção do Projeto Sorria Ourinhos, elaborado pelo prefeito Lucas Pocay e que será instalado em todas as escolas de educação infantil do município, beneficiando 4 mil alunos. O primeiro passo do programa foi dado na última sexta-feira (28), durante encontro entre dentistas coordenadores da ação e gestores da educação. Na reunião foram definidas as etapas para a implantação do sistema. O Projeto Sorria Ourinhos será um trabalho em conjunto das secretarias da Saúde e Educação.
A supervisora de ensino Neuci Gomes explica que o projeto será desenvolvido em três etapas. Primeiro haverá um levantamento da saúde bucal das crianças. Depois será elaborado mapa de prioridades e, na sequência, iniciado o atendimento, que vai consistir em palestras educativas às crianças, para que criem um hábito de higiene bucal. As cáries constatadas durante o levantamento serão restauradas de forma rápida, dentro das próprias escolas, por dentistas do programa.
Segundo a secretária da Saúde, Cássia Palhas, o projeto é inovador no Brasil porque não existem dados indicadores da saúde bucal da faixa etária de 0 a 5 anos.
“Nas Emeis e Creches vamos fazer levantamento da saúde bucal das crianças para poder tratar. A parte da prevenção será com professores e a família. A intenção é trabalhar em conjunto com a família também, porque, se for o caso, o hábito da higiene bucal dentro da casa precisa mudar”, declara.

Resultado de imagem para saúde bucal
Segundo especialistas do Projeto Sorria Ourinhos, as ações desenvolvidas terão resultado a longo prazo. Ourinhos possui índice elevado de adultos desdentados. A intenção é intensificar a implantação de bons hábitos alimentares e de higiene já nos primeiros anos de vida, para que na fase adulta, a dentição ainda esteja íntegra.
“A prevenção é o melhor caminho porque prevenindo a cárie, evita-se uma odontologia mais cara e mutiladora porque um dente restaurado nunca será igual a um dente íntegro. Nos países de primeiro mundo como Suécia, Noruega e Dinamarca, por exemplo, se reduziu praticamente a zero o índice de cáries. Conseguiram isso quando começaram a implantar  projetos de prevenção nas décadas de 40 e 50”, informa Ulisses Milanesci, gerente de saúde bucal de Ourinhos e um dos coordenadores do Projeto Sorria Ourinhos. Além de Ulisses, integram a equipe os dentistas Sidney Roque, Shênia Rodrigues, Walquíria Rodrigues e Mari Wlasinsk.

“O trabalho consiste em alertar a população para que comece a enxergar a cárie como doença e que precisa ser tratada. Tem que ser evitada. Hoje não existe vacina para a cárie, é comportamental, vai do hábito da família. É preciso que os pais entendam também que os dentes precisam ser tratados porque a prevenção até os cinco anos de idade se perpetua para o resto da vida”, explica Shênya.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.