Manifestantes democráticos ou bandidos fora da lei?



Manifestantes democráticos ou bandidos fora da lei?
Por iG São Paulo | 26/05/2017

Manifestantes com rojões em frente à Alerj durante confronto com Batalhão de Choque
Reprodução
Manifestantes com rojões em frente à Alerj durante confronto com Batalhão de Choque

Nos últimos dias, criminosos disfarçados de manifestantes atearam fogo até no Ministério da Agricultura durante protestos em Brasília. Isso é legítimo?

Nos últimos dias, manifestantes profissionais, que foram pagos por centrais sindicais para estabelecer o caos no País, atearam fogo no prédio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Brasília.

Isso levanta uma grande dúvida sobre quem são os verdadeiros grupos que atuam nas manifestações pelo Brasil afora. Esses verdadeiros criminosos representam qual segmento da sociedade? Quais grupos e interesses estão financiando esse tipo de caos e manifestantes ?

A depredação e vandalismo do patrimônio publico, feitas pelos chamados “manifestantes”, é algo que infelizmente atingiu um nível incompreensível de aceitação e tolerância pela sociedade, e isso fez com que o próximo nível de criminalidade fosse atingido: violência física que coloca em risco a vida da população e da polícia. 

É comum esses criminosos mascarados serem presos portando armas, machados, foguetes, bombas de fabricação caseira, facas e todo tipo de material ofensivo com potencial de causar mortes. Como aceitar que bandidos entrem em locais públicos armados com baterias de rojões?

Momento em que cinegrafista é atingido no Rio
Reprodução
Momento em que cinegrafista é atingido no Rio

Qual é o sentido desse tipo de atitude? Como isso pode representar algum pedido de mudança na economia, política, saúde, educação de um país? Com certeza esses atos criminosos são rejeitados pela imensa maioria da população brasileira. Esses crimes travestidos de manifestações democráticas não passam de uma atitude desesperada de tentar golpear a democracia brasileira. 

Atitudes de vandalismo e violência como as que foram vistas em Brasília nesta semana precisam ser coibidas e extintas com energia, pois vidas são colocadas em risco e perdidas como a do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade da Band que foi assassinado em janeiro de 2014, após ser atingido por um rojão atirado por um desses criminosos no Rio de Janeiro. 

Como pedir resiliência e contenção para policiais que se deparam com criminosos apontando e lançando artefatos explosivos contra eles? Até quando essas atitudes criminosas vão continuar causando esse tipo vítimas? 

Manifestantes entraram em confronto com polícia em Brasilia
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 24.5.17
Manifestantes entraram em confronto com polícia em Brasilia
Fonte: Último Segundo - iG 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.