Comissão do Senado rejeita reforma trabalhista



Comissão do Senado rejeita reforma trabalhista

Revista VEJA
Comissão de Assuntos Sociais do Senado
O relator do PLC 38/2017 senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e a presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) durante reunião deliberativa para apreciação do PLC 38/2017, que trata da reforma trabalhista - 20/06/2017 (Geraldo Magela/Agência Senado)

Por 10 votos a 9, os senadores rejeitaram a proposta, que vinha sendo utilizada pelo governo para demonstrar que ainda tem força no Congresso.

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado rejeitou nesta terça-feira o parecer da reforma trabalhista redigido pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), imprimindo ao governo uma importante derrota.

Por 10 votos a 9, os senadores rejeitaram a proposta, que vinha sendo utilizada pelo governo para demonstrar que ainda tem força no Congresso.

A base governista não contava com a derrota na comissão. A expectativa era de votar hoje na CAS e amanhã começar a leitura na Comissão de Constituição de Justiça. O calendário da reforma previa que o texto seria votado dia 28, antes do recesso, no plenário do Senado.

VEJA

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.