Prefeito Lucas Pocay recepciona seis novas médicas que vão atender em Ourinhos



Prefeito Lucas Pocay recepciona seis novas médicas que vão atender em Ourinhos


         O prefeito Lucas Pocay recebeu na tarde de sexta-feira (23) em seu gabinete seis novas médicas cubanas que irão integrar a equipe do Programa Mais Médicos em Ourinhos. Ao todo, 11 profissionais vindos de Cuba passam a atender a população nas unidades básicas de saúde. Lucas Pocay ressaltou que a chegada das médicas vem para agregar ao bom trabalho já realizado na saúde de Ourinhos.

         Olga Rubio, Yadira Blanco, Niurka de Dios, Odalis Lopes, Miriailis Rivero e Nora Argote são as cubanas recém chegadas a Ourinhos. No gabinete do prefeito, elas puderam conhecer um pouco mais sobre a proposta de governo de Lucas Pocay para que o trabalho na saúde seja promovido da melhor forma possível.
         “Sabemos da formação delas no tratamento mais humanizado, próximo ao paciente. E isso só vem agregar às ações que estamos promovendo na saúde púbica para que a população seja ainda mais bem atendida e possa ter resolutividade, para diminuir a dor, a aflição e até o estresse causado pelo desconforto de estar doente. Queremos ampliar o nosso atendimento como temos feito nas mais diversas áreas, e fazer tratamentos humanizados e individualizados, com equipamentos modernos, exames rápidos, para que todos possam ser melhor atendidos”, ressalta o prefeito.

         Lucas Pocay lembra que, no contexto de agilizar os exames e atendimento, há uma solicitação do vereador Alexandre Enfermeiro para a compra de novos equipamentos para os postos de saúde. “Nós recebemos esse pedido e encaminhamos para fazer a compra de eletrocardiograma, aparelhos de raio-x, tomógrafo, e até equipamentos mais caros, que irão melhorar ainda mais os atendimentos”, diz.
         A cubana Olga Lídia Corrales Rubio conta que participar do programa Mais Médicos será uma grande experiência de vida. Antes de chegar ao Brasil, ela passou por 21 dias de preparação para aprender um pouco da língua portuguesa.


“O objetivo é a prevenção a doenças e promoção da saúde para apoiar a população que tem menor acesso à saúde privada e diminuir um pouco o índice de doenças crônicas, como o atendimento a crianças e grávidas”, acredita.
         Ela ressalta que o acolhimento e o trabalho em conjunto são fundamentais para um resultado positivo. Olga diz que apesar da diferença de cultura, a prioridade é o paciente. “É muito importante porque mesmo que haja diferença de culturas, o objetivo é um só: a redução dos índices de doenças”, declara.

         A recepção as novas médicas foi acompanhada pela Secretária da Saúde Cássia Palhas, pelo Secretário de Comunicação Felipe Chamorro e por profissionais da Secretaria da Saúde. 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.