QUE SIRVA DE ALERTA - Rainha Elizabeth visita centro que acolhe vítimas de incêndio; número de mortos sobe para 30



Que sirva de alerta!
Rainha Elizabeth visita centro que acolhe vítimas de incêndio; número de mortos sobe para 30
Rainha Elizabeth II visita centro que acolhe vítimas do incêndio na Grenfell Tower, nesta sexta-feira (16)  (Foto: Tim Ireland/ AP)
Rainha Elizabeth II visita centro que acolhe vítimas do incêndio na Grenfell Tower, nesta sexta-feira (16) (Foto: Tim Ireland/ AP)
Número de mortes pode subir porque há dezenas de desaparecidos. Fogo foi extinto nesta sexta-feira.Vinte e quatro vítimas seguem internadas.

A rainha Elizabeth II e o príncipe William visitaram um centro que acolhe vítimas do incêndio que atingiu a Grenfell Tower, em North Kensington, na Zona Oeste de Londres, nesta sexta-feira (30). A polícia confirmou 30 mortes, mas acredita que o número vai subir. O jornal "The Sun" afirma que 65 pessoas estão desaparecidas. a BBC diz que 79 podem estar desaparecidas.

"Esta é uma das coisas mais terríveis que já vi", disse o príncipe William sobre o incêndio, segundo a Reuters.

O fogo, que começou na madrugada de quarta-feira (14), foi completamente extinto nesta sexta-feira. Os bombeiros entraram no 3º dia de buscas por corpos dentro do imóvel de 24 andares, que está com a estrutura carbonizada. Não há esperança de encontrar sobreviventes.


Equipes de resgate fazem buscas na Grenfell Tower nesta sexta-feira (16) (Foto: Rick Findler/PA via AP)

Eles enfrentam condições perigosas e precisam escorar as paredes para minimizar os riscos. A corporação chegou a dizer que a estrutura, que está carbonizada, poderia ruir, porém já descartou essa hipótese.

A visita da família real ao Centro Westway Sports acontece após a polícia afirmar que alguns dos mortos podem nunca ser identificados. Alguns moradores desesperados imploraram para conversar com os membros da realeza sobre seu sofrimento e o destino de crianças desaparecidas quando a rainha e o príncipe deixavam o local. William prometeu que irá voltar. Cerca de 600 pessoas moravam nos 120 apartamentos.

Nesta sexta, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, reuniu-se reservadamente com vítimas em um hospital do centro da capital britânica.


Príncipe William conversa com moradores da Grenfell Tower, que ficaram desabrigados após incêndio (Foto: Dominic Lipinski / AFP)

Tragédia

O incêndio foi um dos maiores já registrados em Londres. Testemunhas relataram que crianças foram jogadas das janelas da Grenfell Tower e várias pessoas se atiraram do edifício, em uma tentativa desesperada de fugir das chamas.


Após o incêndio, 78 pessoas precisaram ser hospitalizadas. Até sexta-feira, 24 permaneciam internadas, sendo que 12 estavam em estado crítico. Na quinta-feira, a primeira-ministra britânica, Theresa May, e a cantora Adele visitaram a Grenfell Tower, que fica a 2,7 km da residência do príncipe Willian e da sua mulher, Kate Middleton.


(Foto: Arte/G1)


Reforma

As causas do incêndio ainda são desconhecidas. A polícia investiga se foi um ato criminoso apesar de nada indicar que o incêndio tenha sido iniciado deliberadamente. A hipótese de terrorismo foi descartada por enquanto.


É cada vez maior a revolta no edifício de baixa renda, cujos moradores querem saber como o fogo se espalhou tão rapidamente e por que queixas anteriores a respeito da segurança foram ignoradas, de acordo com a Reuters.

Construído em 1974 em North Kensigton, o edifício tinha passado por uma reforma em 2016. Documentos que detalham a reforma, que terminou em maio do ano passado, não fazem referência a um tipo de barreira corta-fogo que especialistas em segurança dizem ser necessária quando arranha-céus ganham um novo revestimento externo, segundo a Reuters.

Especialistas criticaram o tipo de revestimento utilizado na parte externa do prédio - apontado como possível fator que teria facilitado a propagação rápida do fogo. Os responsáveis pela obra afirmam que todos os padrões de segurança foram rigidamente seguidos.

Do G1



Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.