Representantes da ACEO e comerciantes se reúnem com prefeito sobre mudanças na Cardoso Ribeiro



Representantes da ACEO e comerciantes se reúnem com prefeito sobre mudanças na Cardoso Ribeiro


Em reunião realizada na terça-feira, 18, na prefeitura municipal, representantes do comércio voltaram a pedir providências após as mudanças ocorridas na rua Cardoso Ribeiro que desagradaram os comerciantes.
A reunião foi agendada pelo presidente da Câmara Municipal, com quem os representantes da Associação Comercial e um grupo de comerciantes estiveram reunidos na semana passada.
Estiveram presentes o prefeito Lucas Pocay, o presidente da Câmara, membros da ACE Ourinhos, comerciantes da rua Cardoso Ribeiro, o padre Celso Alexandre e o díacono Rafael Saqueti (Catedral do Senhor Bom Jesus), vereadores, o Chefe de Gabinete Jefferson Nogoseki e o assessor de projetos da prefeitura, Fabiano Trovo, que está coordenando o projeto de mobilidade urbana da cidade.
Na oportunidade, foi apresentado pelo arquiteto Fabiano Trovo alguns números estatísticos relacionados ao trânsito de Ourinhos. Segundo Trovo, a cidade possui aproximadamente 67 mil veículos emplacados, sendo 17 mil motos.
Além disso, existem ainda 12 mil veículos flutuantes, ou seja, oriundos de outras cidades que trafegam pelo centro comercial de Ourinhos. Trovo também apresentou números relativos a área urbana da cidade que tem 32 quilômetros quadrados, sendo que o centro comercial possui apenas 1 quilômetro quadrado de área central, onde trafegam 32 mil carros diariamente. O assessor informou ainda que anualmente são licenciados aproximadamente 9 mil veículos. Esses números, segundo ele, já demonstram a premente necessidade de uma reestruturação da mobilidade urbana central. Foram apresentados também dados sobre as vagas retiradas e as vagas que foram agregadas à mudança na Praça da Matriz.
Na sequência, Alexandre Mariani, vice presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos, expôs os motivos pelos quais havia pedido ajuda aos vereadores para intermediarem a reunião com o prefeito, tendo em vista que o oficio protocolado junto ao Poder Executivo não fora respondido no prazo legal. Concluiu apresentando as queixas oriundas dos comerciantes.
O prefeito Lucas Pocay explicou que o motivo das mudanças foi em razão de um projeto maior que trará benefícios e vantagens a curto e médio prazo, porém admitiu aos empresários que houve uma falha de comunicação por parte da prefeitura por não ter consultado a opinião dos comerciantes. Segundo ele, essa falha não ocorrerá mais no futuro.
O prefeito abriu a palavra aos presentes que manifestaram suas dificuldades e problemas advindos da mudança, principalmente o levantado pelo padre Celso Alexandre, com relação à segurança das crianças da catequese.
Lucas Pocay solicitou que todas as queixas fossem registradas e determinou aos representantes da prefeitura soluções pontuais para algumas situações especificas.
Uma das principais alterações para amenizar o problema da falta de vagas no centro da cidade, segundo Lucas, será a implantação da Zona Azul Eletrônica que já está em fase final de estudo e  deve ser implantada até o final do ano.

Na opinião dos empresários, a posição dos representantes da prefeitura é que não há a possibilidade de reverter as mudanças já ocorridas, pois fazem parte de um projeto maior de melhoria de mobilidade urbana.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.