Mulheres dominam vagas na UEL, mostra levantamento



Mulheres dominam vagas na UEL, mostra levantamento




23/08/2017
CALOUROS

Saulo Ohara/Grupo FolhaNeste ano, a maioria dos estudantes que entrou pelo vestibular na Universidade Estadual de Londrina (UEL) é do sexo feminino, tem entre 19 e 21 anos, mora em Londrina e cursou tanto o Ensino Fundamental como o Ensino Médio em instituições públicas. Os dados são da Diretoria de Avaliação e Acompanhamento Institucional da própria universidade, em relatório divulgado nesta quarta-feira (23). 

foto:
Saulo Ohara/Grupo Folha

De acordo com o levantamento, dos 2.322 ingressantes pelo processo seletivo aplicado pela instituição no ano passado, 1.297, ou 55,9%, são mulheres. Do total, 44,1% têm entre 19 e 21 anos e 34,2% têm entre 16 e 18 anos, faixa etária compatível com quem acabou de sair do Ensino Médio ou fez um ou dois anos de cursinho preparatório pré-vestibular. 

A maioria, aliás, cursou todo o Ensino Fundamental (58,7%) e Médio (59,3%) em escolas públicas. Os ingressantes que cursaram integralmente em escolas particulares o Fundamental e o Médio representam, respectivamente, 28,5% e 35,9%. 

Do total, 87,7% cursaram ao menos um semestre o cursinho pré-vestibular, dos quais a maioria (54,8%) o fez por mais de um ano. 

Quase a metade dos novos universitários da UEL entrou disputando as vagas oferecidas no processo seletivo universal: são 48,8%, contra 36,2% ingressantes por cotas para egressos de escolas públicas e 15% por cotas raciais. 

Saulo Ohara/Grupo Folha
Saulo Ohara/Grupo Folha


Do ponto de vista do local de origem, a instituição constatou que 51,9% moram em Londrina e 28,6% são de outras cidades do Estado. Aliás, tomando como base o local de origem dos ingressantes, a UEL se demonstra uma universidade prioritariamente paranaense (73,9%) e paulista (21,7%). Do restante, 0,5% veio de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, 3,2% de outras localidades e 0,7%, do exterior. 

Internet em alta, bares em baixa 

Sobre os hábitos de lazer, a maioria (76,2%) afirma passar o tempo na internet; 51,6% lendo e 45% ouvindo música – o questionamento é de múltipla escolha, ou seja, o entrevistado podia assinalar mais de uma atividade. Bares e boates são citados pela menor fatia: apenas 6,5% afirmam que passam o tempo livre nesses estabelecimentos. 

A internet também é o principal meio de comunicação utilizado para informação dos entrevistados: 95,4% listam a rede mundial, enquanto 45,7% se amparam na televisão, 14,7% no jornal impresso, 11,9% no rádio e 10,2% nas revistas.
Luís Fernando Wiltemburg - Redação Bonde

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.