Tratamento inovador para feridas



Tratamento inovador para feridas

Divulgação
Videoconferência entre representantes de Ourinhos e da Unesp
Parceria entre a Unesp e a cidade de Ourinhos
[09/05/2017]

Atendendo determinação do Prefeito Lucas Pocay, a Secretaria Municipal da Saúde vai implantar em Ourinhos tratamento alternativo de feridas. O procedimento será aplicado nos primeiros pacientes dentro de cinco meses, assim que a parceria entre a Prefeitura e a Unesp de Araraquara for definitivamente formalizada. 

O tratamento desenvolvido pelo curso de Ciências Farmacêuticas da Unesp consiste em uma membrana de látex natural que, ao ser implantada em cima da ferida, promove rápida cicatrização.

Os parâmetros para a implantação do tratamento em toda a rede de saúde do município foram definidos quarta-feira (03), em Ourinhos, durante videoconferência entre a secretária da Saúde Cassia Palhas; a pesquisadora da Unesp de Assis, Rosângela Gonçalves da Silva; a bióloga da Unesp de Bauru, Juliana Ferreira Floriano; o professor e farmacêutico Rondinelli Donizetti Herculano e a enfermeira Bruna Garms ambos da Unesp de Araraquara.

“Essa reunião teve o intuito de acertamos a parceria entre a Unesp, a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Saúde, onde nossa equipe será treinada e capacitada para a aplicação da membrana. A implantação desse novo método levará cerca de quatro ou cinco meses para ter início em Ourinhos, pois é preciso seguir alguns protocolos e ser aprovado pelo comitê de ética da Unesp” pontuou a secretária de Saúde Cássia Palhas.

A secretária explica que, a princípio, em Ourinhos, serão selecionados para utilizar a membrana 75 pacientes acometidos por úlcera de pressão, úlceras varicosas e decorrentes da diabetes. Eles serão acompanhados por uma equipe multidisciplinar. Serão aplicadas membranas simples e membranas com fármaco, que serão substituídas a cada três dias.

INOVADOR 

A membrana de látex natural, extraída da árvore seringueira, é um novo modelo de tratamento de baixo custo para feridas, que faz parte de um projeto de pesquisa desenvolvido por pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara. A membrana é cicatrizante, com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Estudos mostraram a efetividade da membrana na cura de feridas pois ela auxilia na regeneração da pele, feridas de 11 anos levaram cerca de 3 meses para fechar. O látex natural pode ser usado em vários tipos de ferimentos como escaras de decúbito, que são aquelas feridas no cóccix, úlceras de pressão e também as úlceras de diabetes, que em muitos casos levam até a amputação de membros.


Coordenadoria de Comunicação Social, Ourinhos, São Paulo

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.