Atirador de 64 anos mata 58 pessoas em festival de Las Vegas



EUA
Atirador de 64 anos mata 58 pessoas em festival de Las Vegas




Pelo menos 58 pessoas morreram na sequência de um ataque a tiro em Las Vegas, Estados Unidos, no domingo à noite. Atirador suicidou-se.
A polícia de Las Vegas, Estados Unidos, disse o autor dos disparos de armas de fogo num festival de música "country" provocou, segundo um novo balanço, pelo menos 58 mortos e mais de 500 feridos.

O suspeito foi identificado como sendo Stephen Paddock, um habitante de Mesquite, na zona de Las Vegas. A polícia revelou também a sua data de nascimento: 4 de setembro de 1953, o que significa que tem 64 anos. "maldade pura".


O massacre deste domingo ultrapassou o número de vítimas do ataque numa discoteca de Orlando, em junho de 2016, que fez 49 mortes.



O chefe da polícia de Mesquite, Troy Tanner, disse que a polícia cercou e entrou na casa de Stephen Paddock, onde ele vivia com Marilou Danley, mas "não havia movimento" no interior da casa.



Danley, uma mulher de origem asiática, com 1,50 metros de altura e 50 quilos de peso, viajava com o suspeito e a polícia pretende interrogá-la acerca do caso.




Disparou da janela para matar




Segundo as autoridades, o atirador disparou do 32º andar do hotel Mandalay Bay, em direção à multidão que assistia a um festival de música "country".



A polícia entrou no local para o deter, mas Stephen Paddock matou-se antes de os agentes entrarem no quarto. Foram encontradas dez armas junto ao corpo.



A polícia informou ainda que Paddock estava no hotel desde 28 de setembro e que não tinha nenhuma ligação conhecida a grupos terroristas. Foi um ataque levado a cabo sozinho.


Mais de 40 mil pessoas assistiam ao festival de música que decorria num espaço ao ar livre junto ao Mandalay Bay



Testemunhas relatam que na parte final do concerto do músico Jason Aldean ouviram-se "disparos de armas automáticas" e que muitas pessoas que se encontravam no festival fugiram para a cave do edifício vizinho onde funciona um hotel e um casino.




Numa mensagem colocada na rede social Instagram, o músico disse que ele e a sua banda estão sãos e salvos. "A noite foi para além do horror", escreveu Jason Aldean, dedicando os seus "pensamentos e orações" a todos os que se encontravam no seu concerto no domingo".



A polícia bloqueou o trânsito no centro da cidade e alguns voos do aeroporto internacional McCarran estão a ser desviados para outros destinos.

Jornal de Notícias
com agências

Montagem do G1 abaixo:
Homem atira em multidão em Las Vegas (Foto: Arte/G1)

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.