Segurança de creche ateia fogo em crianças e deixa ao menos quatro mortos em MG



Segurança de creche ateia fogo em crianças e deixa ao menos quatro mortos em MG
Por iG São Paulo * | 05/10/2017

REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Nas redes sociais, fotos mostram pais resgatando suas crianças na saída da creche em Janaúba
Guarda botou fogo no próprio corpo e em crianças que estavam na 
creche; imagens nas redes sociais mostram o desespero de pais no 
resgate dos filhos. A prefeitura da cidade decretou luto de sete dias 
após o incidente de hoje

Pelo menos quatro crianças morreram queimadas em uma creche em 
Janaúba, no Norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (5), 
devido a um incêndio criminoso. Segundo o Corpo de Bombeiros da 
cidade, além dos óbitos, o incidente deixou 22 feridos, sendo nove 
em estado grave (entre eles, a professora e o agressor).

De acordo com as primeiras informações divulgadas pela Polícia 
Militar, o guarda da creche em Janaúba jogou gasolina no próprio 
corpo e em algumas crianças. Depois, ateou fogo em todos. As 
crianças tinham entre quatro e seis anos, segundo os bombeiros.

O segurança não morreu no ataque. Ele foi levado para o 
pronto-socorro local e está em estado grave, com 90% do corpo 
queimado.

Mais cedo, o Samu havia afirmado que cerca de 40 pessoas 
procuraram auxílio médico. O crime aconteceu quando cerca de 50 
alunos estavam no recreio da creche "Gente Inocente", localizada no 
bairro Rio Novo.

O caso será investigado pela Polícia Civil, mas ainda não há certezas 
sobre o motivo do crime. Há indícios de que o guarda é um 
funcionário público e que agiu em represália a sua exoneração.

A prefeitura da cidade no norte de Minas Gerais decretou sete dias 
de luto por causa do incêndio criminoso, que chocou todo o País na 
manhã de hoje. 

Resgate dos alunos

Nas redes sociais, fotos e vídeos do momento em que alguns pais 
resgataram suas crianças na saída da creche foram divulgados.

De acordo com a Globo News , duas unidades do Samu estão no 
local e equipes de cinco cidades da zona Norte de Minas Gerais estão
se deslocamento para atendimento da ocorrência.

Embora uma corrente nas redes sociais indique que o Hospital 
Regional de Janaúba, para onde as vítimas foram encaminhadas, 
esteja precisando de mais profissionais de saúde, ao jornal O Globo, 
o diretor assistencial da unidade negou tal informação.

"Estamos com a equipe okay para atender os feridos. Estão à 
disposição 30 médicos, 30 enfermeiros e 50 técnicos de enfermagem"
, disse Helton Ricardo Mendes ao jornal.

Além das crianças mortas na creche em Janaúba, outras vítimas 
ficaram feridas, como uma professora, que está gravemente 
queimada.

Nas redes sociais, a população pede a doação de luvas, dipirona 
injetável, soro fisiológico, sulfadiazina de prata (pomada bactericida 
usada no tratamento de queimaduras), agulhas, seringas, cateter do 
tipo Jelco e pomadas.

Fonte: Último Segundo - iG

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.