Tiroteio em escola deixa dois alunos mortos e ao menos quatro feridos em Goiânia



Tiroteio em escola deixa dois alunos mortos e ao menos quatro feridos em Goiânia
Por iG São Paulo * | 20/10/2017
Colégio Goyases, em Goiânia, foi palco de ataque a tiros nesta sexta-feira (20)
Reprodução/Twitter
Colégio Goyases, em Goiânia, foi palco de ataque a tiros nesta sexta-feira (20)

Ataque a tiros aconteceu nesta sexta-feira e, segundo os policiais, teria sido cometido por um aluno filho de militar que sofria bullying de seus colegas

Pelo menos duas crianças foram mortas durante um tiroteio dentro do Colégio Goyases, localizado no Conjunto Rivieira, na região leste de Goiânia (GO). As informações foram confirmadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O autor do ataque a tiros, ocorrido no fim da manhã desta sexta-feira (20), era um dos estudantes da escola, que foi detido e encaminhado à delegacia. Em entrevista à uma emissora local de TV, um comandante da Polícia Militar informou que os alunos que acabaram mortos durante o tiroteio tinham 11 e 13 anos de idade.

Outros quatro estudantes foram baleados e encaminhados a hospitais da região, de acordo com informações atualizadas pela Polícia Militar de Goiás por volta das 13h30 desta tarde. A ocorrência do ataque a tiros no colégio particular (que atende alunos dos ensinos infantil e fundamental) foi informada às 11h50 desta manhã ao serviço 193 por uma mulher que se identificou como professora da escola de Goiânia . 

Policiais investigam a hipótese de que o autor do disparo sofria bullying por parte de outros estudantes da escola. Em grupos nas redes sociais, professores e moradores da região informam que o autor do ataque a tiros era um aluno do 8° ano, filho de um major da Polícia Militar.

Ainda de acordo com relatos de moradores da região, o jovem levou uma arma para a sala de aula e disparou contra os colegas de forma aleatória. O ataque teria ocorrido logo após novo episódio de bullying nesta sexta-feira. 

Segundo os moradores, o estudante era chamado de "fedido" e "fedorento" pelos colegas, que teriam, inclusive, levado um desodorante para o aluno como modo de caçoar o jovem. Esse teria sido o estopim para o início do ataque a tiros. 

Crianças de escola particular em Goiânia (GO) são vítimas de tiroteio nesta sexta-feira
Reprodução/TV Anhanguera
Crianças de escola particular em Goiânia (GO) são vítimas de tiroteio nesta sexta-feira

Pelo Facebook, a professora do colégio Goyases Thais Barbosa relatou que o seu primo, um estudante chamado Yago, foi atingido por um disparo nas costas. A professora contou também que ao menos duas meninas estão em estado grave. A informação ainda não foi confirmada pelos serviços de atendimento hospitalar de Goiânia.

Em entrevista à TV Globo, o tenente-coronel da PM de Goiás, Marcelo Granja, informou que será iniciada uma investigação para apurar como o aluno ele teve acesso à arma e como conseguiu entrar com o equipamento na escola.

Socorro às vítimas


Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu de Goiânia foram acionadas para atender as vítimas. Um dos feridos foi socorrido pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar e levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Outros quatro, segundo a corporação, foram levados a unidades de saúde por terceiros. O garoto suspeito foi levado à delegacia pela polícia.

* Mais informações em instantes.
Fonte: Último Segundo - iG 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.