"Venenos brancos": eles podem acabar com sua saúde



"Venenos brancos": eles podem acabar com sua saúde
Gazeta OnlineArroz branco
Entenda mais sobre o poder destruidor desses cinco alimentos

Eles estão no nosso prato praticamente todos os dias, do café da manhã ao jantar. Mas, segundo os médicos, deveriam passar bem longe da nossa boca, tanto que foram apelidados de “venenos brancos”.
Estamos falando da farinha de trigo branca, do arroz branco, do leite de vaca pasteurizado, do açúcar e do sal refinados.
“Esses cinco alimentos são extremamente prejudiciais ao organismo. São responsáveis pelo surgimento de doenças como diabetes, hipertensão, intolerâncias alimentares e até pelo desenvolvimento de doenças autoimunes”, destaca o médico pós-graduado em Nutrologia Wesley Schunk.
FARINHA
O arroz branquinho, que combina tão bem com o feijão nosso de cada dia, também deveria ser eliminado da dieta. “De fato, arroz com feijão é uma combinação excelente. Mas o arroz branco tem um alto índice glicêmico, ou seja, mantém altos os níveis de açúcar no sangue. Não traz benefício algum para a saúde”, diz o médico.A começar pela farinha de trigo branca, essa que a gente usa em bolos e pães. Em termos de valor nutritivo, pouco se tem para falar dela. “Ela não traz benefício algum à saúde. Contém uma carga muito grande de glúten, que o nosso organismo não é capaz de digerir”, ressalta Schunk.
CONDENADO
Outro alimento tradicional na nossa mesa, o leite de vaca é condenado pelos médicos. “No passado, quando era consumido da vaquinha criada em casa, sem aditivos químicos, já foi indicado. Hoje, o de caixinha tem conservantes demais. Devemos substitui-lo por leites vegetais, como o de leite de coco, de arroz e macadâmia, por exemplo”, aponta.
Mas e o cálcio presente no leite, tão importante para o organismo? “O cálcio pode ser encontrado nos vegetais verdes, que, aliás, devem fazer parte da alimentação das crianças”, explica.
VILÕES
Dos vilões da alimentação mais conhecidos, o açúcar e o sal estão sempre no topo da lista. “O sal é um nutriente essencial na dieta, ajudando no funcionamento dos nervos, dos músculos. Mas em excesso não é benéfico, podendo ocasionar o aumento da pressão arterial e a perda gradual de funcionamento dos rins”, alerta o cardiologista e professor da Ufes José Geraldo Mill.
Para evitar esse excesso tão venenoso ao nosso corpo, o professor tem umas dicas: “Comidas e temperos prontos têm muito sal. Se você prepara em casa, tem mais controle. A redução deve ser gradativa. Em três meses de redução, a sensibilidade ao sal já aumenta”, indica Mill.
'CORTEI TUDO E PASSEI A ME SENTIR MELHOR'
A empresária Joyce Rodrigues, 28 anos, queria ter uma vida mais saudável e resolveu cortar alguns itens do cardápio diário. A começar pela farinha branca e pelo açúcar.
Joyce Rodrigues prova um bolo feito sem açúcar refinado: hábito virou trabalho
Joyce Rodrigues prova um bolo feito sem açúcar refinado: hábito virou trabalho
Foto: Edson Chagas











“Queria uma alimentação mais natural. Fui cortando tudo e percebi que fiquei melhor sem farinha branca, sem açúcar. Meu corpo passou a funcionar melhor. Em poucos dias sem eles eu vi a diferença”, contou ela.
O açúcar, de fato, é um velho conhecido no ranking dos “venenos brancos”. Ninguém fala bem dele. “Nenhum açúcar deve ser consumido. Não existe açúcar saudável, existem açúcares menos ruins”, dispara o médico Wesley Shunk, pós-graduado em Nutrologia.
Como ficar sem um docinho? “O ideal é treinar o paladar para consumir menos doce. O corpo não pede. Açúcar é igual droga. É um bombom depois do almoço, e isso vira rotina. A pessoa pode começar tirando o açúcar do cafezinho e trocando o chocolate comum por um com 70% de cacau. Nas receitas, pode usar a stévia, que é um adoçante natural”, sugere o médico.
O cardiologista e professor da Ufes José Geraldo Mill também defende uma dieta sem farinha branca e açúcar refinado. “São alimentos pobres em termos de nutrientes. Oferecem as chamadas calorias vazias”, explica ele.
OPÇÕES
No dia a dia, quem quiser cortar esses produtos da rotina tem outras opções de carboidratos mais saudáveis. “Os legumes como mandioca, batata, batata doce, são fontes de carboidrato, mas têm vitaminas e até proteínas”, cita Mill.
Joyce conta que, na busca por uma alimentação mais saudável, nem sempre encontrava o que queria no mercado. Por isso, decidiu abrir um negócio seguindo esse princípio. Hoje ela vende bolos e tortas feitos sem açúcar e farinha refinada.
“Sempre fazia os doces desse tipo para mim, e comecei a reparar que as pessoas estavam procurando, mas não tinham opções”, comenta ela.
Raigna Vasconcelos não se sentia bem quando comia algo feito com farinha branca. "Sentia o estômago dilatado." Agora, nas receitas de pães e bolos, ela usa outros tipos de farinha considerados mais nutritivos. "O trigo não me faz falta"
Raigna Vasconcelos não se sentia bem quando comia algo feito com farinha branca. "Sentia o estômago dilatado." Agora, nas receitas de pães e bolos, ela usa outros tipos de farinha considerados mais nutritivos. "O trigo não me faz falta"                       Foto: Ricardo Medeiros












OS   5       "VENENOS BRANCOS"
Arroz branco
Por que é um veneno?
Para ficar branquinho o arroz passa por um processo que elimina a casca e muito dos seus nutrientes, sobrando apenas o amido. Ele fica rico em carboidratos, pobre em proteínas, aumentando o índice glicêmico no organismo. Ou seja, pode contribuir para o aparecimento do diabetes
Troque por...
O arroz integral é uma boa opção. Mas o ideal é trocar esse alimento por legumes e verduras, como batata doce, aipim, inhame, couve-flor, abobrinha, entre outros alimentos que não aumentam o índice glicêmico e são nutritivos
Farinha de trigo branca
Por que é um veneno?
Farinha de trigo branca
Farinha de trigo branca
Foto: Divulgação
O processo que a tornou branca e fininha acabou por eliminar boa parte dos nutrientes. É rica em glúten, que é um alimento extremamente inflamatório, contribuindo para o ganho de peso
Troque por...
Há no mercado diversos tipos de farinha mais saudáveis, como a farinha de amêndoas, de linhaça, de arroz, de aveia. Pode usá-las nas receitas de pães e bolos sem perder sabor e qualidade
Leite de vaca pasteurizado
Por que é um veneno?
O leite de caixinha é um leite estéril, com poucos nutrientes, rico em gordura saturada e colesterol. A pasteurização elimina bactérias importantes para a flora intestinal
Troque por...
Leite de coco, de amêndoas, de arroz, de castanha, de aveia... O mercado oferece vários tipos de leite vegetais, que são mais nutritivos e uma boa opção para quem tem intolerância à lactose. E ainda é possível fazer em casa. Vale lembrar que há outras fontes de cálcio, como verduras escuras, que podem substituir o leite
Açúcar refinado
Por que é um veneno?
O processo de refinamento elimina praticamente todos os nutrientes e enche o alimento de química. Não sobra nada bom
Troque por...
O açúcar mascavo não tem tantos aditivos químicos, mas a quantidade de nutrientes continua baixa. Assim, não deve ser consumido em exagero. Em receitas doces, use a stévia, um adoçante natural
Sal refinado
Por que é um veneno?
Ele é basicamente composto de cloreto de sódio. No organismo, pode aumentar a pressão arterial, prejudicando coração e rins
Troque por...
O ideal é consumir o menos possível. A Organização Mundial de Saúde recomenda apenas 5g por dia. Se quiser um substituto, há opções de sal mais bruto no mercado, como o sal rosa. Porém, ele é mais caro.
GAZETA ONLINE

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.