Homem disparou sobre atirador e evitou tragédia maior no Texas



Sutherland Springs

Homem disparou sobre atirador e evitou tragédia maior no Texas
Jornal de Notícias
O assassino Dewin Kelley

As autoridades do Texas temem que o número de vítimas do tiroteio, este domingo, na Igreja Batista de Sutherland Springs, seria maior se não fosse a intervenção de um civil.



O atirador, identificado como sendo Devin Kelley, um homem branco de 26 anos, residente em New Braunfels, foi baleado por um homem, que testemunhou o tiroteio, e colocou-se em fuga numa carrinha de caixa aberta, acabando por se despistar.

O agressor foi encontrado depois morto pelas autoridades. Não se sabe, no entanto, se terá cometido suicídio ou se morreu vítima dos ferimentos após ter sido baleado.
















"Às 11.20 horas, um suspeito foi visto num posto de gasolina em Sutherland Springs. Armado com uma espingarda semiautomática AR-25, estava vestido de preto e seguiu para a rua da igreja. Saiu do veículo e começou a disparar", descreveu o agente policial Freeman Martin. "De seguida, deslocou-se para o lado direito da igreja e continuou a disparar, tendo entrado no interior do edifício também a disparar. Quando saiu da igreja, um residente local, que testemunhou o momento, disparou sobre o atirador, que, atingido, deixou cair a arma e fugiu. Foi então perseguido pelo civil que o tinha atingido e por outro residente local, tendo sido encontrado morto dentro do veículo", explica.

Devin Kelley (na foto) cumpriu serviço militar na Força Aérea norte-americana entre 2010 e 2014, tendo sido dispensado após ter sido levado a tribunal marcial.

O governador do Estado do Texas, Greg Abbott, confirmou, em conferência de imprensa, que o tiroteio causou pelo menos 26 mortos - com idades entre os cinco e os 72 anos - e cerca de 20 a 25 feridos. Vinte e três pessoas morreram dentro da igreja, duas no exterior e uma no hospital.

Jornal de Notícias

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.