CERCA DE 100 REEDUCANDOS DO CR DE OURINHOS PARTICIPARAM DO ENEM E ENCCEJA



CERCA DE 100 REEDUCANDOS DO CR DE 
OURINHOS PARTICIPARAM DO ENEM E 
ENCCEJA

            





Os reeducandos do Centro de Ressocialização de Ourinhos participaram do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL), nos dias 12 e 13 de dezembro. Nos dias 19 e 20, prestaram o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Só nas unidades prisionais administradas pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), 33.006 presos se inscreveram para fazer as provas em todo o estado de São Paulo: sendo 10.976 para o Enem PPL e 22.030 para o Encceja.



Atualmente, mais de 35 mil presos estudam entre o ensino formal e não formal (cursos profissionalizantes, extracurriculares, atividades complementares) em todo o estado. Para a preparação das provas deste ano, a maioria das unidades prisionais participantes organizou grupos de estudo coordenados por monitores da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap) e por professores das escolas vinculadas – desde 2013 o ensino nos presídios é oferecido por professores da rede pública, através de parceria com a Secretaria de Estado da Educação. Esses exames são aplicados por funcionários ou professores já atuantes dentro do sistema prisional, capacitados por um representante da Empresa Aplicadora.



Diferente de anos anteriores, a partir de 2017 o Enem não pode ser mais utilizado como certificação de conclusão do ensino médio. Esse papel voltou a ser exercido pelo Encceja, que prevê a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental e ensino médio. Nos presídios administrados pela SAP, 11.037 presos fizeram as provas do Encceja para certificação no ensino fundamental e 10.993, para certificação no ensino médio. 


No Centro de Ressocialização de Ourinhos, 54 reeducandos participaram da prova do ENEM e 45 da prova do ENCCEJA. O CR mantêm uma média de 75 alunos estudando diariamente, o que corresponde a 60% da população da Unidade, considerando que hoje, cerca de 35% já possuem o Ensino Médio completo, ou mesmo uma graduação.

O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), que é uma prova elaborada pelo Ministério da Educação para verificar o domínio de competências e habilidades dos estudantes que concluíram o ensino médio, vem composto por quatro provas de múltipla escolha, com 45 questões cada, e uma redação e permite aos aprovados concorrerem a bolsas de estudos nas faculdades cadastradas. 

Já o ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) é direcionado aos jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos em idade própria para a obtenção do diploma em duas modalidades: ensino fundamental ou ensino médio, e possibilita a oficialização da capacidade escolar aos inscritos, que podem buscar uma formação em nível superior ou técnico, ou mesmo a prestação de concursos.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.