Fundador da Igreja Universal teria montado rede de adoção ilegal em Portugal

Fundador da Igreja Universal teria montado rede de adoção ilegal em Portugal

Por ZAP  -11 dezembro, 2017
Edir Macedo, fundador da Igreja Universal, teria montado um rede de adoção ilegal em 1990

A rede televisiva portuguesa TVI se prepara para lançar um “caso que vai abalar” o país europeu. Em dez episódios, o canal irá “desvendar” uma rede de adoção ilegal levada a cabo pelo fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo.
De acordo com a série de reportagens que a TVI começará a exibir na noite desta segunda-feira (11) em Portugal, Edir Macedo, que lidera a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), teria montado uma rede de adoção ilegal, da qual roubaria crianças de um lar que o movimento religioso mantinha em Lisboa durante os anos 1990.
As crianças seriam trazidas para o Brasil, onde eram adotadas de forma ilegal e de acordo com a investigação da TVI, que durou sete meses, os netos de Edir Macedo teriam sido adotados dessa forma.
A série “O Segredo dos Deuses” revela que várias crianças portuguesas, que eram entregues pelas famílias devido às dificuldades financeiras que passavam, alimentaram a rede internacional liderada pelos dirigentes da igreja.
O Lar Universal integrava a obra social da IURD e esteve em funcionamento durante a década de 1990, em Lisboa. As crianças eram entregues ao lar “à margem da lei”. Depois, desapareciam e “acabavam no exterior, adotadas de forma irregular, por bispos e pastores da igreja“.
Os netos de Edir Macedo seriam provenientes da rede, que também enviou crianças para adoção a outros bispos e pastores do movimento. Além de líder da Igreja Universal, Macedo também é proprietário da TV Record e dono de uma fortuna avaliada pela revista Forbes em mais de 1 bilhão de dólares.
A reportagem da TVI identifica ainda várias famílias portuguesas de quem os filhos teriam sido “roubados”. O principal destino das crianças, além do Brasil, seria os EUA, onde a igreja se instalou no fim dos anos 1980 e onde Edir Macedo reside atualmente.
A série, assinada pelas jornalistas Alexandra Borges e Judite França, revela que um “importante membro” da rede chegou a “roubar um recém-nascido da mãe na maternidade” e registrá-lo diretamente como seu filho biológico, informa um comunicado emitido pelo canal de televisão.
https://ciberia.com.br/fundador-da-igreja-universal-teria-montado-rede-de-adocao-ilegal-em-portugal-30063

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.