Cientistas chineses descobrem o dinossauro mais "psicodélico" do mundo jurássico




Cientistas chineses descobrem o dinossauro mais "psicodélico" do mundo jurássico
Por iG São Paulo | 17/01/2018

O dinossauro era um predador, possuía  uma cabeça de Velociraptor e dentes afiados que lhe permitiam caçar

Reprodução/The Field Museum
O dinossauro era um predador, possuía uma cabeça de Velociraptor e dentes afiados que lhe permitiam caçar

O Caihong Juji, ou'dinossauro arco-íris', tinha penas coloridas semelhantes às do beija-flor; cientistas identificaram as cores pelas células de seu fóssil

O mundo jurássico ganhou mais cores nesta semana. Pesquisadores da Universidade Normal de Shenyang descobriram o dinossauro mais "psicodélico" de todos os tempos. Trata-se do Caihong Juji , criatura do tamanho de um corvo que habitava a China há 161 milhões de anos.

Caihog, que em mandarim quer dizer ‘arco-íris’, tinha penas extremamente coloridas e brilhantes. De acordo com os pesquisadores, as cores foram identificadas porque o fóssil do dinossauro ainda preservava melanosomas, ou seja, células características à pigmentação.

Após escanear o fóssil do animal com a ajuda de um microscópio, os cientistas realizaram uma comparação de dados na segunda-feira (15). Com ela, puderam comprovar que a pigmentação das penas na região da cabeça, peito e cauda era em tons de azul, verde e laranja, sendo muito parecidas com as encontradas em pássaros como o beija-flor.

O 'arco-íris'


A descoberta foi feita na província chinesa de Hebei e sugere “um mundo jurássico mais colorido do que todos imaginavam anteriormente", afirma o biólogo evolutivo Chad Eliason.

Grande parte do 'dinossauro arco-íris’ era coberta por uma plumagem escura, mas as penas vibrantes e coloridas se faziam presentes e mudavam de tonalidade na parte superior de seu corpo. Embora muitas características sejam semelhantes a dos pássaros, os estudiosos duvidam que a criatura pudesse voar. Para eles, as penas  de Caihog Juji servia apenas para atrair parceiros e se isolar.  
“Ele é extremamente similar aos pássaros mais antigos, como o Archaeopteryx . Para ser honesto, não sei quais função suas penas desempenhavam, mas acho que não podemos desconsiderar completamente a possibilidade de servirem para auxiliá-lo a voar”, disse o cientista Xing Xu, da Academia Chinesa de Ciências.  

Segundo informações do jornal Metro, esse dinossauro era um predador. Possuía duas pernas, uma cabeça parecida com a do Velociraptor e dentes afiados, o que provavelmente o ajudou na caça de pequenos mamíferos e lagartos. Tinha cristas acima dos olhos que pareciam sobrancelhas ósseas, além de ser a primeira criatura com penas assimétricas – as mesmas que permitem que os pássaros direcionem o voo.

Fonte: Último Segundo - iG

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.