Ligado à morte de Gegê do Mangue, chefe do PCC no litoral é morto a tiros em SP



Ligado à morte de Gegê do Mangue, chefe do PCC no litoral é morto a tiros em SP
Por iG São Paulo | 23/02/2018

Apontado como principal nome do PCC na Baixada Santista, Wagner Ferreira da Silva foi executado em saída de hotel
Reprodução/TV Globo
Apontado como principal nome do PCC na Baixada Santista, Wagner Ferreira da Silva foi executado em saída de hotel

Wagner Ferreira da Silva foi executado à queima rouba na saída de hotel na zona leste de São Paulo; conhecido como Cabelo Duro, criminoso é citado em bilhete sobre a morte de Gegê do Mangue encontrado em penitenciária

O principal nome do PCC na Baixada Santista, Wagner Ferreira da Silva, de 32 anos de idade, foi assassinado a tiros na noite dessa quinta-feira (23) em frente a um hotel na zona leste de São Paulo.

Wagner era conhecido no PCC como Cabelo Duro (ou Waguininho) e ingressou na maior facção criminosa de São Paulo sob as bênçãos de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, que foi executado na semana passada junto a Fabiano Alves de Souza, o Paca, no Ceará. Ele possuía condenações na Justiça por crimes de receptação e tráfico de drogas.

A execução de Wagner ocorreu pouco antes das 20h dessa quinta-feira em frente ao Hotel Blue Tree Towers da Rua Eleonora Cintra, no bairro Anália Franco.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 31º DP (Vila Carrão), Wagner chegou ao local em um carro HB20 prata e foi surpreendido por dois homens armados com fuzis ao desembarcar do veículo. Ele morreu no local com tiros à queima roupa.

Duas mulheres, uma de 28 anos e a outra de 59 anos de idade, que estavam por perto também foram atingidas por disparos e foram encaminhadas a hospitais da região. Não há informação sobre o estado de saúde delas. 

Durante a perícia no local do crime, foram encontrados em posse de Wagner uma bolsa com documentos, aparelhos celulares e dinheiro. O caso será investigado pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que as imagens das câmeras de segurança do hotel já estão sendo analisadas para auxiliar na identificação dos responsáveis pela execução. O carro HB20 de Wagner também foi apreendido e será inspecionado.

Fonte: Último Segundo - iG 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.