3ª edição do projeto Boa Praça leva centenas de pessoas à Praça da Vila Kennedy


PROJETO BOA PRAÇA - ASSISTÊNCIA SOCIAL
         3ª edição do projeto Boa Praça leva centenas de pessoas à Praça da Vila Kennedy



         Mais de cem pessoas participaram na tarde de quinta-feira (22) do projeto Boa Praça, idealizado pela Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Nesta edição, realizada na Praça da Vila Kennedy, o evento contou com diversas atividades e oficinas, como jogo de futebol entre os times do CAPS AD e Centro Pop, oficina de beleza, corte de cabelo, produção de pipa, customização de roupas, aulas de zumba, pintura de bancos e sarjetas, roçada das áreas verdes e apresentação da fanfarra da Escola Estadual José Augusto. 


         “O que almejamos é a interação das pessoas, moradores do bairro e pessoas atendidas pela Assistência Social através do Centro Pop e do Caps AD, com a proposta de ocupar os espaços públicos, gerando uma convivência harmônica. Estamos muito contentes com o resultado deste trabalho”, diz o Secretário da Assistência Social, Felipe Pereira Ramos.


         A intenção, segundo Felipe, é realizar pelo menos mais 10 edições do projeto no decorrer deste ano em locais diferentes da cidade. A diretora do Centro Pop, Renata Motta de Campos, diz que a cada edição as ideias e planos são cada vez maiores a fim de surtir melhores resultados.


         “Estamos aprimorando para ter um alcance maior. Convidamos todos os moradores dos bairros e escolas pelas redondezas. Pensamos a cada edição trazer uma oficina nova. A fim de realmente envolver a população”, fala.


         Para ela, o resultado do projeto pode ser visto na vida de cada atendido do Centro Pop.
“Eles estão se sentindo aceitos. Na primeira edição, houve receio, medo, preocupação. Hoje eles ficam ansiosos para estarem aqui e se sentirem valorizados por ensinarem alguma oficina, brincarem e se sentirem queridos. Que cada edição seja melhor que a outra e tenhamos sucesso nesse trabalho que não é somente nosso, mas de toda a comunidade”.


         A aluna do 3º ano da escola José Augusto, Luísa Henrique Pontes, participou do projeto e avaliou como positivo os resultados.
         “Sentia falta de ver o poder público incentivando esse convívio. Pessoas em situação de rua precisam acima de tudo da aceitação da sociedade para recomeçar suas vidas. Ao distribuir bolo agora pouco, eu me senti imensamente feliz, porque não é raça, cor, gênero, dinheiro que deve separar as pessoas”, acredita.
         Vanessa da Silva Bruzarrosco, atendida pelo Centro Pop há 2 anos, tem participado do projeto desde o início. Para ela, o Boa Praça é uma oportunidade para refletir conceitos e pensar em novos objetivos para a vida.
         “Tira um pouco o nosso foco da rua e lembra que podemos fazer e ser o que queremos. Que existem pessoas também que querem nos ajudar e acreditam em nós. Precisamos disso e temos que aproveitar essas oportunidades”, fala.





Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.