Filha de Michel Temer irá depor à Polícia Federal no dia 2 de maio



TEMER AMEAÇA EM REDE NACIONAL
Filha de Michel Temer irá depor à Polícia Federal no dia 2 de maio
Por iG São Paulo | 27/04/2018

Presidente Michel Temer reclamou de

Marcos Corrêa/PR - 27.4.18
Presidente Michel Temer reclamou de "vazamentos irresponsáveis" e disse que vai pedir apuração interna na PF


Maristela Temer deverá responder perguntas sobre a reforma em sua casa, que teria sido paga em dinheiro vivo pela mulher do coronel João Baptista Lima, sócio e amigo do presidente; “situação angustiante”, diz advogado

Ao todo, a reforma teria saído por R$ 1 milhão. Os procuradores do Ministério Público suspeitam de que o dinheiro seria originário de propinas, por isso intimaram Maristela a depor.

No mês passado, o próprio coronel Lima chegou a ser preso no âmbito da operação Skala, que apura denúncias contra Michel Temer e seu círculo mais próximo.
“Maristela vive uma situação angustiante”, disse o advogado Fernando Castelo Branco, que representa a filha de Temer, ao jornal O Estado de São Paulo . “Ela não se opõe a depor, de forma alguma, por isso nesse momento em que a autoridade policial manifestou interesse de ouvi-la é um alívio para ela”.

Dúvidas sobre a reforma


A reforma feita na casa da psicóloga Maristela Temer, uma das filhas do presidente, em Pinheiros, bairro nobre de São Paulo, teve suas despesas pagas pela arquiteta Maria Rita Fratezi, mulher do coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Michel Temer, e tal pagamento foi feito em dinheiro vivo. Isso é o que relatou um dos fornecedores da obra ao jornal  Folha de S.Paulo  .

Tanto Maria Rita quanto o meu marido foram alvos da Operação Skala, deflagrada no dia 29 de março, que investiga um esquema de corrupção usado para beneficiar empresas do setor portuário com a renovação de concessões públicas. O coronel passou três dias preso e sua esposa foi chamada para depor. 

A Polícia Federal investiga agora se essa obra no imóvel de Maristela Temer foi bancada com dinheiro provindo de propinas da JBS.

Procurada, a assessoria de Temer informou que qualquer questão a respeito da reforma da casa de Maristela em São Paulo seriam respondidos pela defesa da psicóloga. Já Lima e a mulher do coronel negaram ter cometido qualquer irregularidade.

Fonte: Último Segundo - iG 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.