Deputados e senadores deixam Brasília com medo do desabastecimento



Deputados e senadores deixam Brasília com medo do desabastecimento
Por iG São Paulo | 27/05/2018

Deputados e senadores deixaram Brasília e as responsabilidades para trás com medo da greve
iG Brasília
Deputados e senadores deixaram Brasília e as responsabilidades para trás com medo da greve

População brasileira ainda espera posicionamento dos seus representantes diante da paralisação dos caminhoneiros que já completou uma semana

Diante das adversidades existem apenas duas opções: enfrentar ou fugir. O momento que o Brasil vive precisa de lideranças que tomem decisões para resolver a falta de abastecimento. Mas deputados e senadores preferiram se esconder no momento de crise.

Você se lembra de ter visto algum dos deputados e senadores se posicionar desde a última quinta-feira (24), quando os ministros do Presidente Michel Temer anunciaram o fim da paralisação do caminhoneiros por estradas de todo o Brasil? Provavelmente, não!

Desde a última quinta-feira, presidente, ministros, governadores, forças de segurança e algumas lideranças dos caminhoneiros tentam se entender para solucionar a crise em que o País mergulhou. Já foram realizadas várias reuniões que ajudaram a diminuir o número de caminhões nas estradas. Em São Paulo, o acordo com os caminhoneiros pode ser usado como modelo para todo o Brasil.

Na contramão da solução, os congressistas evaporaram de Brasília e não apresentaram nenhuma solução para o impasse nas estradas e rodovias. Não é novidade que eles costumam sumir de Brasília nas quintas e sexta, mas o momento não era para isso. O povo brasileiro espera um posicionamento.

Perto do período eleitoral, a grande maioria deles ou quase sua totalidade preferiu fazer articulações políticas e eleitoreiras, deixando o caos instalado até hoje.
No final de semana, 625 pontos já foram liberados nas estradas e alguns serviços já começam a voltar ao normal. O Exército e Policia estão garantindo o direito de quem quer abandonar a paralisação e também a circulação de caminhões com combustíveis para serviços primordiais.

Resta saber se a partir desta segunda-feira, os deputados e senadores vão voltar para Brasília para ajudar na solução do problema ou vão continuar escondidos em seus Estados com medo de ficaram sem combustível e sofrerem com o desabastecimento, assim como todo o cidadão comum.

Fonte: Último Segundo - iG 

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.