Governo e caminhoneiros entram em acordo para suspender greve por 15 dias



Governo e caminhoneiros entram em acordo para suspender greve por 15 dias

ISTO É
Crédito:  AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL

Caminhoneiros seguram uma faixa com "greve" ao bloquearem a estrada Régis Bittencourt, a 30 quilômetros de São Paulo, durante o quarto dia de greve para protestar contra o aumento do custo do combustível no Brasil (Crédito: AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL)

Após sete horas de reunião, o governo e um grupo de caminhoneiros anunciaram a suspensão, por 15 dias, da paralisação que afetava estradas de 22 estados e do Distrito Federal. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou que a Cide sobre o óleo diesel será reduzida a zero no ano de 2018.
“Devo dizer que o presidente Michel Temer autorizou que nós negociássemos oferecendo tudo o que o governo pode dispor para atender às reivindicações. Agora, quero falar aos caminhoneiros. Chegou o momento de olharmos para nossas famílias, para os brasileiros, para as pessoas preocupadas nos hospitais, supermercados, granjas”, pede Padilha.
Segundo o G1, pelo texto do acordo, os representantes das entidades de caminhoneiros que participaram da reunião (à exceção de um) se comprometeram a “apresentar aos manifestantes” os termos do acordo. Questionado se, com o anúncio, haverá normalização da situação, Padilha disse acreditar que a “qualquer momento” o movimento dos caminhoneiros começará a ser “desativado”.
ISTO É

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.