Moradores reafirmam cobrança para morar em prédio que caiu e expulsam ex-coordenador


Moradores reafirmam cobrança para morar em prédio que caiu e expulsam ex-coordenador
Por Glauco Araújo, G1 SP, São Paulo


Mulher mostra carteirinha com assinatura de 'cobradores' e diz que Ricardo Lima, o Careca, foi expulso da praça em frente a escombros.

Moradores mostram carteirinha de pagamento de mensalidade para o Movimento de Luta Social por Moradia (MLSM) e reafirmam que Ananias Pereira dos Santos, 48 anos, era um dos coordenadores do movimento. Na tarde desta segunda-feira (7), o grupo acampado se reuniu e assistiu à reportagem do Fantástico, exibida neste domingo (6). As declarações dele e de Ricardo Luciano Lima, o Careca, irritaram todos os sobreviventes do incêndio e desabamento do prédio Wilton Paes de Almeida, na madrugada de terça-feira (1º).


"A gente expulsou o Ricardo daqui. Aqui ele não entra mais", disse Ana Paula Aparecido Araújo.


Zeila Rodrigues da Silva, 62 anos, disse que viajou antes do incêndio e levou a carteirinha com as assinaturas que comprovam o pagamento mensal de contribuição para o MLSM. “Eu pagava todo mês R$ 150. Se não pagasse era expulso. Não podia atrasar mais de 8 dias. A minha sorte foi ter viajado e colocado a carteirinha na bagagem, porque se não fosse isso estava tudo queimado”, disse a moradora.


Ela afirmou que Ananias tem espalhado a informação de que a alimentação que os moradores estão recebendo no acampamento é paga por ele. "É mentira, somos nós que estamos indo atrás e tem as doações. Não tem nada de cesta básica."


Apesar do testemunho de moradores, Ananias nega liderar grupo de invasão

Ananias se apresentou na noite desta sexta-feira (4) no 3º DP de São Paulo para prestar depoimento à Polícia Civil na condição de testemunha. Ananias negou as acusações de que cobrava dinheiro dos moradorese afirmou que não é lider de movimentos de ocupação.


"Não sou líder de movimento nenhum. Eu só ajudo as pessoas. Não existe cobrança nenhuma. Só estou indignado desse negócio de ficarem falando que eu sou fugitivo. Ananias não foge de nada. Estou triste, chateado, magoado. Quem está falando isso não tem prova nenhuma", disse ele na saída da delegacia.


Ricardo Luciano Lima, o Careca, líder de movimento em prédio que desabou, depõe à polícia (Foto: TV Globo/Reprodução)


Dona Zeila está preocupada com o paradeiro dos amigos que moravam no prédio enque estão desaparecidos e também pela morte de Ricardo Galvão, o Tatuagem. "O Ricardo era meu amigo, a Selma também era muito minha amiga. Morava há seis anos na ocupação. Se o movimento tivesse dado assistência para nós aqui, levado para outra ocupação podia estar tudo diferente, mas nos abandonam."




Arte mostra o prédio incendiado e as outras construções interditadas por falta de segurança no Centro de SP (Foto: Foto: Alexandre Mauro, Wagner M. Paula, Igor Estrella e Roberta Jaworski/G1) P)

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.