Richa levava R$ 100 mil por mês desviados da educação, diz delator da Quadro Negro



Richa levava R$ 100 mil por mês desviados da educação, diz delator da Quadro Negro

  

(Já vimos essa imagem em algum lugar de Ourinhos)


O ex-governador Beto Richa (PSDB), pré-candidato ao Senado, levava mensalmente R$ 100 mil desviados da educação do Paraná. A informação foi prestada pelo dono da Valor Construtora, Eduardo Lopes de Souza, à 9ª Vara Criminal de Curitiba, na delação da Operação Quadro Negro.

O dinheiro desviado da construção de escolas também seria utilizado para as pré-campanhas do irmão ex-governador tucano, Pepe Richa, ex-secretário de Estado de Obras e Infraestrutura e de seu filho, Marcello Richa, ex-secretário Municipal de Esporte em Curitiba. Eles almejam disputar a Câmara e a Assembleia, respectivamente.
O Blog do Esmael registrou em primeira mão, no início de junho de 2015, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Secretaria da Educação do Paraná na época. A Operação Quadro Negro avalia em R$ 20 milhões os desfalques nos recursos que seriam destinados à construção de escolas no Paraná.
Além dos Richa, as investigações também avançam sobre o “núcleo parlamentar” que atuava no esquema. Segundo o delator e o Ministério Público, os deputados Valdir Rossoni, Ademar Traiano, Plauto Miró e Tiago Amaral também levavam “um” por fora para manter a simulação das obras.
BLOG DO ESMAEL

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.