Trem carregado com combustível descarrila após parafusos serem retirados da linha férrea



Trem carregado com combustível descarrila após parafusos serem retirados da linha férrea
Por G1 Bauru e Marília*

Trem descarrilou na manhã desta terça-feira no Jardim Guadalajara em Bauru (Foto: Divulgação)
Trem descarrilou na manhã desta terça-feira no Jardim Guadalajara em Bauru (Foto: Divulgação)

Composição está carregada com 650 mil litros de óleo diesel. Funcionários da empresa que administra a ferrovia dizem que parafusos foram retirados em ato de vandalismo no trecho urbano da linha férrea em Bauru (SP).

Um trem carregado com combustível descarrilou na manhã desta terça-feira (29), na altura do Jardim Guadalajara, em Bauru (SP). O descarrilamento foi provocado por um ato de vandalismo, segundo funcionários da concessionária responsável pela ferrovia.


De acordo com os trabalhadores ouvidos pela reportagem da TV TEM, por volta das 8h30 uma pessoa usou uma chave-mestra para tirar os parafusos da talas de ferro que unem um trilho a outro. Sem os parafusos, os trilhos ficaram instáveis, provocando o descarrilamento da composição formada por 10 vagões.


Trem carregado com combustível descarrila em Bauru


O trem está carregado com 650 mil litros de óleo diesel que seriam entregues a distribuidoras em Bauru - parte do combustível que chega à cidade vem de trem.


Funcionários da empresa estão no local para fazer o reparo dos trilhos. A previsão é de que o trem possa seguir viagem em aproximadamente duas horas.


A polícia tenta identificar quem retirou os parafusos da linha férrea. O autor pode ser enquadrado no crime de perigo de desastre ferroviário, previsto em lei.


Em nota, a concessionária confirma o descarrilamento de uma locomotiva, mas não fala em ato de vandalismo ou sabotagem. A nota destaca ainda que "parafusos soltos não comprometem a linha por si, há normas da ABNT para garantir a segurança, mesmo na ausência de parafusos" e que "a empresa abriu uma sindicância para apurar as causas do descarrilamento", diz a nota.

*Com informações de Carolina Abelin, TV TEM

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.