Último sorteio define as residências de mais 268 famílias no Recanto dos Pássaros 3


Último sorteio define as residências de mais 268 famílias no Recanto dos Pássaros 3


         A Prefeitura de Ourinhos promoveu na manhã de quinta-feira (24), no CSU (Centro Social Urbano), o terceiro e último sorteio das casas do Recanto dos Pássaros III. Nesta etapa foram definidas as residências de 268 mutuários. Ao todo, 448 unidades habitacionais abandonadas pela gestão passada estão sendo reformadas para serem entregues aos moradores.
         Os mutuários das casas do Recanto dos Pássaros III aguardam a entrega das chaves desde maio de 2015, mas por falha política da administração passada, a construção, que estava praticamente pronta, foi abandonada. Por conta disso as residências foram alvo de depredações e danificadas pela ação do tempo.
         A mutuária Ana Maria Risoto, 53 anos, foi uma das sorteadas e comentou a satisfação em saber a casa que vai morar no Recanto dos Pássaros.
         “Estou muito feliz porque vou sair do aluguel. Fui no Recanto dos Pássaros dias atrás e vi que vai ter uma quadra, parquinho para as crianças e parece que vai ter academia também. O lugar que estava abandonado, com as casas depredadas agora está muito bonito. A Prefeitura reformou tudo. O Prefeito Lucas está de parabéns pelo trabalho que vem fazendo. A cidade está com asfalto novo, está gerando emprego, saúde com médicos atendendo muito bem a população”, declara.
         As casas do recanto dos Pássaros III tiveram as obras retomadas após trabalho incessante do Prefeito Lucas Pocay em Brasília. 
         Eu me lembro muito bem da primeira reunião que Lucas fez. Lembro dele dizer que a entrega das casas do Recanto dos Pássaros III era prioridade máxima de sua administração. Ele então iniciou uma série de visitas ao Ministério das Cidades, em Brasília, para cobrar a retomada das obras e a entrega das residências. Em breve quase 500 famílias terão um lar abençoado para morar.
         Segundo o setor Jurídico da Prefeitura de Ourinhos, todas as providências de responsabilidade do município já foram adotadas para que as casas sejam entregues ás famílias, restando apenas o trâmite burocrático entre a construtora e o Banco do Brasil. Quem explica é o Secretário Adjunto de Obras e Infraestrutura Adalberto Teixeira.
         "Estamos conversando com o Banco do Brasil e Ministério das Cidades. O banco está sinalizando a possibilidade de uma entrega parcial, mas ainda precisamos esperar. A pendência não é da Prefeitura, é entre o banco e a construtora. Cabe à prefeitura a fiscalização e vistoria de infraestrutura das obras de asfalto, água, esgoto, iluminação pública. Assim que a construtora nos enviar o ofício, nós faremos o processo de vistoria", declara.
         A intenção é entregar todas as residências até o final deste ano, no entanto, mesmo que as reformas sejam finalizadas, as unidades não podem ser entregues sem que a construtora faça a regularização do loteamento.
         Márcio Aparecido da Silva, 47 anos também é um dos mutuários sorteados. Para ele, o quanto antes sair do aluguel, melhor.
         “Pago aluguel, mas agora se Deus quiser vou para as casinhas. Sei que lá está sofrendo uma grande reforma este ano, porque estava destruído, abandonado. Acho que o trabalho do Lucas está muito bom. A cidade está sendo inteiramente transformada”, diz.
         

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.