CONDENADO ESCREVE CARTA E DESAFIA A JUSTIÇA: “SÓ DEIXAREI DE SER CANDIDATO SE EU MORRER”



CONDENADO ESCREVE CARTA E DESAFIA A JUSTIÇA: “SÓ DEIXAREI DE SER CANDIDATO SE EU MORRER”

Resultado de imagem para LULA
Uma carta, que supostamente teria sido escrita por Lula, foi divulgada nas redes sociais do PT e de seus parlamentares na noite de ontem (09).
Preso há cerca de 2 meses e com mais 9 anos de reclusão pela frente (além de outros 6 processos para serem julgados), o ex-presidente insiste em disputar as eleições e ainda usa um tom de ‘ameaça’ para tentar ludibriar a militância esquerdista e o povo brasileiro.
Lula declarou (na tal carta) que só deixará de ser candidato à Presidência da República se ele morrer.
O encarcerado age com um cinismo impressionante … todos os tribunais superiores (STJ, STF e TSE) já declararam, com letras garrafais, que ficha suja não tem direito a assumir cargo público.
Ele se acha acima de Justiça.
abaixo um trecho do documento:
“E assim vou me preparando, com fé em Deus e muita confiança, para o dia do reencontro com o querido povo brasileiro. E esse reencontro só não ocorrerá se a vida me faltar. Sou candidato porque acredito que a Justiça Eleitoral manterá a coerência com seus precedentes de jurisprudência, desde 2002, não se curvando à chantagem da exceção só para ferir meu direito e o direito dos eleitores de votar em quem melhor os representa”, diz o manifesto, que obviamente foi escrito pelos advogados do ex-presidente.
Para encerrar a carta, o petista diz que os procuradores da Lava Jato, Sérgio Moro e o TRF-4, que o condenaram, o trataram como “inimigo” da nação.
“É para acabar com o sofrimento do povo que sou novamente candidato à Presidência da República”, encerrou.
É muita cara de pau!
DIÁRIO DO BRASIL

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.