Rio terá superpresídio para presos de alta periculosidade



Rio terá superpresídio para presos de alta periculosidade
Por ADRIANA CRUZ
O DIA      28/06/2018
Complexo de Gericinó, em Bangu
Complexo de Gericinó, em Bangu - 

O anúncio é feito em meio à polêmica do retorno de detentos perigosos, que colocou o Ministério Público e a Justiça de lados opostos

Rio - O secretário estadual de Administração Penitenciária, David Anthony, confirmou, nesta quinta-feira, que será inaugurado um super presídio para 650 presos perigosos em outubro no Complexo de Gericinó, em Bangu. A informação foi antecipada pelo RJTV 1, da TV Globo, e confirmada pelo DIA. Haverá celas com espaço para abrigar de dois a seis detentos. A meta é deixar a penitenciária de segurança máxima Bangu 1, com 48 vagas apenas para aqueles que vão cumprir Regime Diferenciado Disciplinar (RDD).

"Quando assumi o cargo no início do ano, esta unidade já estava com 80% das obras avançadas. Agora, já temos em caixa os R$ 22 milhões para concluir", explicou David Anthony. Segundo o secretário, a nova unidade vai contar com circuito interno de câmeras, portas pneumáticas, bloqueador de celular e scanner. O anúncio foi feito em meio à polêmica entre o Ministério Público e a Justiça sobre o retorno de presos perigosos para o Rio, como o traficante Aldair Marlon Duarte, o Aldair da Mangueira.

O DIA


Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.