Chuva na Tailândia dificulta o trabalho de resgate ao grupo preso em caverna

Chuva na Tailândia dificulta o trabalho de resgate ao grupo preso em caverna
GAÚCHAZH
YE AUNG THU / AFP

Governador de Chiang Rai afirmou que a água pode reduzir o espaço no qual estão os 12 meninos e o treinador

Uma forte chuva atingiu o norte da Tailândia neste sábado (7), dificultando o trabalho de resgate aos 12 meninos e o treinador que estão presos dentro de uma caverna. O mau tempo tende, também, a regredir o processo de drenagem feito na última semana no complexo de cavernas de Tham Luang, na província de Chiang Rai. 
— O que me disseram é que a água pode chegar até onde eles estão. O que pode reduzir o espaço para menos de dez metros quadrados — afirmou Narongsak Osatanakorn, governador de Chiang Rai, em coletiva de imprensa. As autoridades tailandesas acreditam ter de três a quatro dias para libertar o grupo, antes que as chuvas fiquem ainda mais intensas.
No morro, onde equipes estão buscando rotas alternativas para a câmara, outro acidente ocorreu na noite deste sábado: um veículo derrapou em uma pista de terra, ferindo gravemente o motorista e um passageiro, e machucando outros quatro voluntários.
Anteriormente, na entrada da caverna abaixo, linhas de mergulhadores e soldados com lanternas podiam ser vistas emergindo da escuridão, com geradores bombeando a água por tubos. Segundo relatos, dezenas de soldados do Exército Real da Tailândia descansavam em rochas do lado de fora da caverna, com dois deles afirmando que os superiores haviam dito que a operação de resgate provavelmente começaria neste domingo (8) ou no dia seguinte.
Na sexta-feira (6), o ex-membro da Marinha tailandesa Samarn Kunan, 38 anos, morreu ao ficar sem oxigênio enquanto retornava de uma expedição que levou provisões ao grupo.

GAÚCHAZH

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.