Concurso SEFAZ SP 2018: Edital previsto com 849 vagas de nível médio! Até R$ 2.974,30

Concurso SEFAZ SP 2018: Edital previsto com 849 vagas de nível médio! Até R$ 2.974,30


Secretaria da Fazenda de São Paulo solicitou concurso para Técnico da Fazenda Estadual
Adriano Sena 05/08/2018
NOTÍCIAS CONCURSOS


Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo poderá divulgar a abertura de edital de concurso público (Concurso SEFAZ SP 2018) para nível médio em breve. Acontece que o órgão solicitou um novo certame para a Secretaria Estadual de Gestão Pública do Estado (SGP-SP) com objetivo de preencher 849 vagas. A nova solicitação contou com 60 vagas a mais que a última solicitação, em 2016, que era de 789 vagas.
O pedido de realização de concurso público da SEFAZ, reforçado pelo órgão, já está em trâmite na Secretaria de Gestão. A expectativa é que a seleção seja autorizada em breve pelo governador Geraldo Alckmin.
Todas as vagas são para o cargo de Técnico da Fazenda Estadual, cargo que tem o requisito de nível médio. O cargo tem missão de prestar apoio técnico e administrativo necessários ao desenvolvimento das atividades fazendárias, bem como atendimento ao público, no âmbito da secretaria.
Em 2014, a SEFAZ/SP já havia realizado o pedido de concurso com 650 vagas. Mas, diante da necessidade de pessoal, a solicitação aumentou. A expectativa é que o edital não demore de ser publicado, já que o órgão conta sem cadastro válido. O órgão tem a intenção de realizar o certame desde o primeiro semestre de 2016, porém a contenção de gastos do estado de São Paulo impossibilitou a abertura do certame.

O Concurso SEFAZ SP 2018 – Técnico da Fazenda Estadual

O concurso é tratado como imprescindível, já que desde o mês de maio de 2015 o órgão não conta com cadastro válido para repor e reoxigenar o seu quadro de servidores. O objetivo da SEFAZ é nomear os aprovados do certame o mais rápido possível. Porém, a convocações ainda precisam do aval do governo do Estado.
Os salários de nível médio chegam a R$ 1.961,15, em caso de 50% do Prêmio de Incentivo à Qualidade (PIQ), podendo chegar a R$ 2.896,30, em caso de 100% do complemento. A jornada chega a até 40 horas por semana.
O presidente do Sindicato dos Técnicos da Fazenda Estadual de São Paulo (SITESP), Joaquim Goma, falou que já está acertado com Secretaria da Fazenda a contratação de novos técnicos de maneira regionalizadas. O objetivo, com isto, é que os aprovados possam ser empossados em locais mais próximos de suas residências.  Ainda de acordo com Joaquim, em decorrência da falta de pessoal, a SEFAZ tem alocado pessoal não qualificado, em muitos casos, pessoas nem mesmo concursadas, para atender ao público, sem levar em conta o sigilo fiscal, que é prerrogativa apenas dos técnicos e agente fiscais de renda.  Porém, antes do concurso, o sindicato vem cobrando do governo algumas melhorias na categoria, no que diz respeito a uma redefinição das atribuições e reestruturação salarial, equivalente aos cargos de nível superior.
“Estamos muito confiantes na realização do concurso, que já vem sendo negociado. A intenção era que fosse iniciado em 2016, mas atualmente estamos passando por um momento de reestruturação, que acredito que deve ser encerrado aproximadamente em maio. Acredito que depois disso as coisas poderão ser agilizadas, permitindo que o concurso seja iniciado no segundo semestre deste ano”, disse.

Concurso SEFAZ SP 2018 será regionalizado

Uma outra novidade, de acordo com Joaquim Goma, é que já sendo negociado um novo concurso de forma regionalizada. O objetivo, com isto, é que os aprovados possam ser empossados em locais mais próximos de suas residências.

Último Concurso SEFAZ SP

O último concurso da Sefaz-SP aconteceu em 2010. Na época, o certame contou com 550 vagas para 49.716 inscritos, totalizando a concorrência de 90 candidatos/vaga. A avaliação contou com 80 questões, sendo  40 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos.
Os inscritos foram avaliados com questões de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Informática; Direito Constitucional, Administrativo, Penal, Tributário e  Civil. A organização foi da Fundação Carlos Chagas (FCC).

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.