Haddad, Manuela e o ‘vice decorativo’

Haddad, Manuela e o ‘vice decorativo’

08.08.18   O Antagonista


Fernando Haddad deu entrevista à rádio Guaíba, em Porto Alegre, e afirmou que o vice-presidente “é uma pessoa mais simbólica do que efetiva”.
O ex-prefeito de São Paulo disse isso, segundo a Folha, para tentar justificar a escolha de Michel Temer (duas vezes, em 2010 e 2014) para a chapa de Dilma Rousseff.
“O Temer, até um determinado momento, se comportava como um deputado que poderia ocupar a posição de um vice decorativo. Nunca foi uma grande liderança no país”, afirmou Haddad, acrescentando que “ninguém elege um presidente achando que o vice vai dar um golpe”.
O poste de Lula desconversou quando perguntaram se Manuela D’Ávila, vice-poste, também era “decorativa”.
O Antagonista

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.