Lava Jato denuncia Paulo Preto e mais 32 sob acusação de cartel



03/08/2018
Lava Jato denuncia Paulo Preto e mais 32 sob acusação de cartel
BAHIA.BA

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Investigações apontam superfaturamento de mais de R$ 600 milhões em obras do Rodoanel; Secretário de Aviação Civil está entre os acusados

O ex-diretor da empresa estatal paulista Desenvolvimento Rodoviário (Dersa), Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, foi denunciado pela força-tarefa da Lava Jato pela segunda vez como suspeito de ser operador do PSDB.
Preto e outras 32 pessoas são acusadas de fraudes em licitações e cartel em obras do Rodoanel. O Ministério Público Federal estima que houve acréscimo de R$ 600 milhões nos gastos com a obra por conta dos sobrepreços. Entre os novos acusados, está o atual Secretário de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, ex-presidente da Dersa.
Preto chegou a ser preso duas vezes pela mesma denúncia, mas foi solto após o ministro do Supremo Tribunal Federal (Gilmar Mendes) conceder habeas corpus.
BAHIA.BA

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.