Preguiça levou o Homo erectus à extinção



Preguiça levou o Homo erectus à extinção

CANALTECH
Homo erectus, cuja preguiça pode tê-lo levado à extinção
Para os religiosos, a preguiça é um dos pecados capitais. Já para a ciência, a preguiça foi responsável pela extinção do Homo erectus, espécie que desapareceu provavelmente por ser muito preguiçosa, segundo um novo estudo.
Usando descobertas provenientes de escavações na Península Arábica, os arqueólogos descobriram que antigas populações que viveram nesta região nas épocas mais remotas da Idade da Pedra usavam "estratégias de menor esforço" para fabricar ferramentas e coletar recursos. A preguiça, combinada com a incapacidade de se adaptarem às mudanças climáticas, foi um fator essencial para a extinção da espécie.
Já os primeiros Homo sapiens e neandertais escalavam montanhas para encontrar pedras de boa qualidade, transportando-as a longas distâncias — enquanto os Homo erectus coletavam as pedras na base das montanhas, sem se esforçarem para escalá-las. "As amostras de sedimentos mostraram que o ambiente ao seu redor estava mudando, mas eles continuavam fazendo exatamente as mesmas coisas com suas ferramentas. Não houve progresso algum, e suas ferramentas nunca foram encontradas muito longe desses leitos de rios, agora secos. Acredito que no fim o ambiente ficou muito seco para eles", diz um dos autores do estudo.
CANALTECH

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.