Assembleia Legislativa de Goiás lança concurso com 80 vagas e salário até R$ 29 mil



Assembleia Legislativa de Goiás lança concurso com 80 vagas e salário até R$ 29 mil

Os salários vão de R$ 5.789,37 a R$ 29.114,95
Divulgação/ALE/GO
25/10/2018 
Lorena Pacheco
Os salários vão de R$ 5.789,37 a R$ 29.114,95

A espera acabou. Nesta quinta-feira (25/10), finalmente, os concurseiros que aguardavam o lançamento do edital de abertura do novo concurso público da Assembleia Legislativo de Goiás (ALE/GO) podem comemorar! São oferecidas 80 vagas de preenchimento imediato, além de formação de cadastro reserva, para cargos de nível médio e superior. Os salários vão de R$ 5.789,37 a R$ 29.114,95.


De acordo com o regulamento, publicado no Diário Oficial do Parlamento Estadual, para concorrer ao cargo de procurador é necessário ser bacharel em direito, devidamente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Já para analista, há vagas nas categorias funcionais de arquiteto, arquivologista, assistente social, cirurgião-dentista, comunicador social, contador, enfermeiro do trabalho, engenheiro civil, engenheiro do trabalho, engenheiro eletricista, fisioterapeuta, médico (cardiologista, clínico, do trabalho, ginecologista, ortopedista, psiquiatra), psicólogo organizacional, revisor ortográfico e segurança da informação. E para assistentes, há chances de nível médio e/ou técnico para policial legislativo, técnico em enfermagem do trabalho, técnico em segurança do trabalho e tradutor-intérprete de Libras. Confira: 

Vagas

Procurador de 2ª classe

2 vagas imediatas e 6 em cadastro de reserva 
Remuneração inicial: R$ 29.114,95 
Taxa de inscrição: R$ 150 

Analista Legislativo

42 vagas e formação de cadastro de reserva de nível superior 
Remuneração inicial: R$ 7.931,53 para 6h/dia 
Taxa de inscrição: R$ 100  

Assistente Legislativo

36 vagas e formação de cadastro de reserva de nível médio 
Remuneração inicial: R$ 5.789,37 para 6h/dia 
Taxa de inscrição: R$ 80  

Reprodução/Iades
Distribuição de vagas para analista (clique para ampliar)
Etapas de avaliação

Quem se candidatar a procurador fará provas objetivas (20 de janeiro), discursivas (13 a 15 de março) e de títulos (2 a 4 de maio). As provas objetivas vão cobrar conhecimentos em direitos administrativo, civil, constitucional, financeiro e tributário, previdenciário, processual civil; além de legislação administrativa e realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás. Serão 100 questões que deverão ser respondidas em até cinco horas. 

Também no dia 20 de janeiro, os candidatos a analista serão testados por meio de provas objetivas e discursivas. Haverá ainda prova de conhecimentos práticos para revisor ortográfico. As provas objetivas abordarão questões sobre língua portuguesa; noções de informática; realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás; legislação administrativa; além de conhecimentos específicos. Serão 50 questões em até quatro horas de duração de provas. 

Já para o cargo de assistente, haverá provas objetivas e discursivas para todos os candidatos em 20 de janeiro, além de prova de conhecimentos práticos para tradutor-intérprete de Libras, e prova de aptidão física e avaliação psicológica para policial legislativo. 

No dia 14 de janeiro deverão ser divulgados os locais de prova. 

Como participar

As inscrições vão de 18 de novembro a 27 de dezembro, pelo site do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), que é a banca organizadora do concurso. Clique aqui http://www.iades.com.br/inscricao/ProcessoSeletivo.aspx?id=68de5bc0 se você quer se inscrever para procurador, aqui http://www.iades.com.br/inscricao/ProcessoSeletivo.aspx?id=68de5bdf para analista e aqui http://www.iades.com.br/inscricao/ProcessoSeletivo.aspx?id=68de5bde para assistente legislativo. As taxas devem ser pagas até 28 de dezembro. 

Aumento de vagas

Inicialmente o quantitativo de vagas a serem abertas seria 59, mas o presidente José Vitti (PSDB) autorizou o aumento para 80 oportunidades levando em conta a preocupação em qualificar cada vez mais o quadro de servidores efetivos da Assembleia Legislativa. 

O projeto base para o concurso incluiu duas vagas para procurador de 2ª classe. Antes, não havia previsão de disponibilidade de vagas para esse cargo, assim como as duas vagas para tradutor-intérprete de Libras. A novidade tornará mais amplo e facilitado o acesso a portadores de limitação auditiva nas atividades da Casa. 

Duas outras vagas serão para arquivologistas, o que permitirá a ampliação dos cuidados com a memória documental do Poder Legislativo e a cinco vagas para novos comunicadores, tornando a cobertura das atividades da Assembleia Legislativa mais eficiente. 

Segundo informações do próprio órgão, o novo concurso consolida as ações da Mesa Diretora ao valorizar o quadro permanente da Casa, selecionando profissionais altamente preparados para a rotina do Poder Legislativo, com ganhos para toda a sociedade. “Precisamos, cada vez mais, qualificar o quadro de servidores da Casa, trazendo pessoas que irão se identificar com o Poder. Nós, deputados, somos passageiros, mas os servidores permanecerão aqui”, afirmou o o presidente José Vitti. 

O último concurso para servidores da Assembleia Legislativa de Goiás foi homologado em julho de 2015, com a posse de mais de 100 aprovados, entre aprovados dentro das vagas e do cadastro reserva. 


* Com informações da ALE/GO.
CORREIOWEB

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.