Centro Paula Souza lança curso que articula Ensinos Médio, Técnico e Superior





2
4.out.2018

Centro Paula Souza lança curso que articula Ensinos Médio, Técnico e Superior




Novidade no Vestibulinho das Etecs, modalidade permite que estudantes completem educação básica e graduação em cinco anos
   


As Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais são pioneiras entre as instituições públicas de ensino na implantação da Articulação dos Ensinos Médio-Técnico e Superior (AMS). O estudante poderá completar em cinco anos os Ensinos Médio, Técnico e superior Tecnológico – atualmente, são necessários seis anos. As inscrições para o processo seletivo já estão abertas.
“Temos Etecs e Fatecs próximas entre si oferecendo cursos que atendem os mesmos setores produtivos, com áreas de conhecimento coincidentes”, afirma o coordenador de Ensino Médio e Técnico do CPS, Almério Melquíades de Araújo. “Isso nos qualifica a tomar a dianteira nessa articulação da formação profissional em níveis de ensino diferentes.”
O AMS será implantado no primeiro semestre de 2019 nas Fatecs Americana, na Região de Campinas; Zona Leste, na Capital; e na Etec Jorge Street, em São Caetano do Sul, no ABC. Serão oferecidas 40 vagas em cada unidade no período da tarde.
Nas três primeiras turmas da nova modalidade, o ingresso ocorre pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas, que, além das três mil horas regulares do curso, terá mais 200 horas de atividades práticas dentro de empresas do setor de tecnologia. Ao concluir esse ciclo de três anos, o aluno poderá completar o curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas em mais dois anos de estudo, em uma Fatec.
“Esse casamento é necessário para incentivarmos a continuidade da formação profissional do estudante para além do nível médio”, explica Araújo.
Continuidade

Para Araújo, a proximidade com a realidade do mundo do trabalho é um fator que facilita o aprendizado do conteúdo geral das disciplinas do Ensino Médio. Além disso, pode ser decisiva na continuidade da vida acadêmica ao possibilitar que o estudante tenha mais clareza sobre as habilidades e conteúdos necessários para exercer determinada profissão.
“Boa parte dos técnicos progride em termos escolares e vai para a graduação”, analisa o coordenador. “Esse jovem com formação técnica, seja no Brasil ou no exterior, é muito desejado pelas instituições de Ensino Superior. É o aluno ideal porque já tem proximidade com os componentes curriculares profissionalizantes. E como está mais consciente do caminho que deseja, tem menos probabilidade de abandonar o curso antes da conclusão.”
Um dado que ilustra a expectativa de continuidade dos estudos entre formandos das Etecs é que 85% deles participam do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cuja pontuação conta para aprovação em vestibulares.
A quantidade de técnicos entre os aprovados no Vestibular das Fatecs também é relevante: 19%, segundo dados do Relatório Socioeconômico do Vestibular das Fatecs – elaborado pela Fundação de Apoio à Tecnologia (FAT), instituição responsável pelos processos seletivos das unidades do CPS.
As inscrições do Vestibulinho para o primeiro semestre de 2019 das Etecs vão até 12 de novembro. Mais informações no site www.vestibulinhoetec.com.br.



AMS é a grande novidade do Vestibulinho para o primeiro semestre de 2019; serão oferecidas 40 vagas divididas entre três unidades

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.