Delegada Erika Marena, odiada pela esquerda, deve ser a escolhida de Moro para o comando da PF



Delegada Erika Marena, odiada pela esquerda, deve ser a escolhida de Moro para o comando da PF



Delegada Erika Marena, odiada pela esquerda, deve ser a escolhida de Moro para o comando da PF


 O nome da delegada Erika Marena vem ganhando força para a chefia da Polícia Federal no governo Bolsonaro, informa a coluna Painel no jornal Folha de S. Paulo. Um grupo de delegados da Polícia Federal vai sugerir ao futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, seu nome como preferido da classe. Erika, que foi a mais votada numa lista tríplice preparada pela associação de delegados, conhece Moro desde o começo dos anos 2000 e teve papel importante na deflagração da Lava Jato. Ela é atualmente a superintendente da PF em Sergipe.

A delegada foi a responsável pela deflagração da Operação Ouvidos Moucos,que apurava supostos desvios na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).  A ação acabou acusando sem provas o reitor Luiz Carlos Cancellier que se matou poucos dias após ser preso pelos policiais federais sob a suspeita de envolvimento em um esquema de desvio de verbas. 

A reportagem ainda destaca que a delegada deve ganhar o apoio da ADPF (Associação dos Delegados de Polícia Federal). "Marena estava no topo da lista enviada pela entidade a Michel Temer. De lá para cá, ela coordenou a polêmica Operação Ouvidos Moucos".
BRASIL 247

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.