Motociclista é morto por PM com tiros no rosto após discussão no trânsito, na Avenida Brasil




Motociclista é morto por PM com tiros no rosto após discussão no trânsito, na Avenida Brasil

EXTRA/GLOBO
O corpo do motociclista no local do crime

Ana Carolina Torres e Giselle Ouchana
Um motociclista foi morto com pelo menos seis tiros no rosto, na manhã desta quinta-feira, após uma discussão no trânsito na Avenida Brasil, altura de Bangu, na Zona Oeste do Rio. De acordo com informações do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), a moto que o farmacêutico José Eduardo Elian, de 46 anos, pilotava se envolveu num acidente com um Astra.
O motocilista, então, pediu ao motorista do carro R$ 50 para cobrir seu prejuízo com o retrovisor quebrado. O dinheiro foi entregue. Mas, logo em seguida, o motorista foi até o carro, pegou a arma e fez os disparos. A vítima morreu no local.
José Eduardo Elian foi morto com tiros no rosto
José Eduardo Elian foi morto com tiros no rosto Foto: Reprodução
A polícia descobriu que o autor dos disparos é um policial militar lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, no Complexo do Alemão. O soldado Cleiton de Oliveira Guimarães foi preso pela Corregedoria da Polícia Militar em seu local de trabalho.
O PM seguiu para a 8ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) e, de lá, foi levado para a Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, para prestar depoimento. Ele responderá por homicídio duplamente qualificado.
O soldado Cleiton de Oliveira Guimarães
O soldado Cleiton de Oliveira Guimarães Foto: Reprodução
O BPVE isolou a área do crime para uma perícia. O corpo de José Eduardo será necropsiado no Instituto Médico Legal (IML).
Em nota, a PM informou que chegou à identificação do PM após fazer um levantamento da placa do Astra:
"A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar informa que, a partir de informações sobre a placa do veículo envolvido em um homicídio na Avenida Brasil na manhã desta quinta-feira (20/12), policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) checaram que o proprietário tratava-se de policial militar lotado na UPP Nova Brasília. Ele foi localizado por policiais da UPP, preso e conduzido para a Delegacia de Homicídios, onde foi ouvido".
Outra tentativa de homicídio
Esta não foi a primeira vez que Cleiton se envolveu numa briga de trânsito que terminou em tiroteio. No início do ano ele atirou duas vezes contra uma pessoa após uma discussão em Santa Cruz, na Zona Oeste. A vítima sobreviveu.
EXTRA/GLOBO

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.