Operação busca integrantes de facções criminosas em 15 unidades da federação



Operação busca integrantes de facções criminosas em 15 unidades da federação


Grupos de combate ao crime organizado do Ministério Público cumprem 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão.Por G1 SP
04/12/2018

O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNOC), criado para combater o crime organizado no país, coordena uma megaoperação contra integrantes de facções criminosas em 15 unidades da federação nesta terça-feira (4). Dez Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECOs) do Ministério Público participam da operação.

A ação cumpre 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão no Acre, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Até as 9h40, não haviam divulgado o número de pessoas presas.

Os alvos são integrantes das facções criminosas: Primeiro Comando da Capital (PCC), de origem paulista, das cariocas Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP) e Amigo dos Amigos (ADA), da capixaba Primeiro Comando de Vitória (PCV) e da paraibana OKAIDA RB, uma dissidência da OKAIDA.

Em São Paulo, são 59 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão contra integrantes do PCC. A ação ocorre em Americana, Arujá, Cerquilho, Guarulhos, Hortolândia, Jaboticabal, Limeira, Moji das Cruzes, Piracicaba, Ribeirão Preto, Rio das Pedras e Santa Bárbara D’Oeste, e contam com o apoio das Polícias Militar e Civil.

De acordo com o subprocurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Luiz Sarrubbo, os mandados de prisão e de busca e apreensão estão sendo cumpridos em imóveis e comércios onde pessoas ligadas ao PCC atuam criminosamente.

“Os detidos serão indiciados por lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e organização criminosa”, falou Sarrubbo. “Eles serão levados depois para unidades prisionais”.

De acordo com o Ministério Público (MP) de São Paulo, a ação desta quarta visa combater a organização criminosa, a lavagem de dinheiro e a corrupção de agentes públicos.

“Nossa visão é de combate a tríplice vertente. Combater a organização criminosa prendendo líderes e diretores, desestruturando a empresa do crime. Combater a lavagem de dinheiro indo para cima das atividades comerciais, como postos de combustíveis e transporte de pessoas. E combater a corrupção de agentes públicos, como funcionários do município e do estado”, disse o subprocurador.

Segundo Sarrubbo, como o PCC atua principalmente com o tráfico de drogas e por isso, um dos objetivos da ação é desarticular as finanças da facção. “Objetivo é desarticular a fação principalmente no aspecto financeiro”, falou o subprocurador. “É importante destacar que o Ministério Público, a Polícia Civil e a Polícia Militar [PM] estão organizados nessa guerra contra facções criminosas”.

No Tocantins, ainda é feita inspeção na Casa de Prisão Provisória de Palmas, com o objetivo apreender armas, drogas, explosivos, aparelhos de comunicação móvel e cadastros de faccionados.

Em Alagoas, são cumpridos 13 mandados de prisão e 14 de busca. Segundo o MP, os investigados têm ligação com o PCC, e atuavam principalmente em São Miguel dos Milagres, município localizado no Litoral Norte alagoano.

Durante as buscas em Brasília e em Santo Antônio do Descoberto (GO), foram apreendidos telefones celulares, anotações e cadastros ligados à facção paulista PCC.

_https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2018/12/04/gaeco-cumpre-52-mandados-de-prisao-contra-faccao-criminosa-em-sc.ghtml



Acre

Mandados de prisão: 19
Mandados de busca: 2


Alagoas

Mandados de prisão: 13
Mandados de busca: 14


Distrito Federal

Mandados de prisão: 7
Mandados de busca: 5


Espírito Santo

Mandados de prisão: 13
Mandados de busca: 20


Paraíba

Mandados de prisão: 33
Mandados de busca: 3


Rio de Janeiro
Mandados de prisão: 44
Mandados de busca: 85


Santa Catarina

Mandados de prisão: 66
Mandados de busca: 64


São Paulo

Mandados de prisão: 59
Mandados de busca: 10


Tocantins

Mandados de prisão: 12
Mandados de busca: 0


GAECO em ação no Ribeirão Preto, SP
G1 SP




GAECO em ação no Ribeirão Preto, SP



Ação em Piracicaba. Operação cumpre 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão no país — Foto: GAECO/Divulgação



LSD encontrado durante operação em Ribeirão Preto — Foto: GAECO/Divulgação



Suspeitos são presos pela polícia durante operação em Alagoas, nesta terça-feira (4) — Foto: MP-AL

G1

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.