Polícia Civil investiga esquema de compra de gabarito em concurso do STJ; Dez servidores são investigados



Polícia Civil investiga esquema de compra de gabarito em concurso do STJ; Dez servidores são investigados



Investigação ocorre após suspeitas que levou em conta o baixo desempenho de servidores aprovados no Concurso de 2015

Por Saulo Moreira   19/12/2018
NOTÍCIAS CONCURSOS



A Polícia Civil do Distrito Federal iniciou nesta quarta-feira, 19 de dezembro, uma operação que apura fraudes no concurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ao todo, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em endereços de Brasília. Dez servidores do tribunal são investigados por terem supostamente participado de um esquema de compra de gabarito do certame.
Essa é a 4ª Fase da Operação Panoptes, que tem objetivo de desarticular uma chamada “Máfia dos concursos”. De acordo com o Superior Tribunal de Justiça (STJ), “a investigação ocorre após suspeitas levantadas pelo corpo técnico do STJ que levou em conta o baixo desempenho de servidores aprovados no Concurso de 2015”.
“Em maio de 2016, a equipe da Secretaria de Gestão de Pessoas identificou suspeitas de fraude no Concurso STJ 2015 especificamente para o cargo de técnico judiciário, área administrativa. Na ocasião, 39.592 pessoas disputaram 15 vagas. Para este cargo foram convocados 167 candidatos até 21/12/2017, quando o concurso perdeu a validade”, informou o STJ.
A polícia ainda não informou que eram os alvos e se havia buscas na sede do tribunal.

O Concurso STJ

O STJ abriu concurso em 2015 para preenchimento de 65 vagas em cargos de nível médio e superior. As oportunidades foram para as funções de Analista e Técnico Judiciário para lotação em Brasília-DF. Na ocasião, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe/UnB) organizou o certame.
No cargo de Analista Judiciário as vagas foram para as especialidades Administrativa (12), Segurança (3), Análise de Sistemas de Informação (3), Arquitetura (1), Arquivologia (1), Comunicação Social (2), Contadoria (5), Engenharia Civil (1), Engenharia Elétrica (1), Fisioterapia (2), Medicina/Pediatria (2), Pedagogia (2), Serviço Social (1) e Suporte em Tecnologia da Informação (5). O salário inicial foi R$ 8.803,97 e para participar, foi necessário nível superior.
O STJ abriu também, oportunidades para Técnico Judiciário (nível médio e médio/técnico) nas especialidades Administrativa (15), Saúde Bucal (3) e Tecnologia da Informação (6). Os salários foram fixados em R$ 5.365,92.
O concurso contou com provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório; prova discursiva, somente para os cargos de Analista Judiciário, de caráter eliminatório e classificatório; e teste de aptidão física, somente para o cargo de Analista Judiciário – Área: Administrativa – Especialidade: Segurança, de caráter eliminatório.
NOTÍCIAS CONCURSOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.