INSS torna mais rígidas regras para empréstimo consignado


Congresso pretende dar o troco ao Judiciário e ao MPF


Homens laçam e matam sucuri de 6 metros no interior de SP


"Mensalinho" rendia até R$ 3,5 mil para vereadores apoiarem prefeito, diz procurador


Pedidos de impeachment de membros do STF disparam com polarização política


Deputados querem aumento de salário igual ao do Supremo


'Há gangues no serviço público', afirma general Santos Cruz ao Correio

Aposentadoria integral ficará mais difícil a partir desta semana


Mãe faz alerta após brinquedo quebrar e filho engolir 13 pedaços de imã

» Econorte deixará de prestar socorro médico e mecânico em rodovias na região de Jacarezinho e Jataizinho

» Econorte deixará de prestar socorro médico e mecânico em rodovias na região de Jacarezinho e Jataizinho

ANUNCIFÁCIL



A Econorte informa que a partir da zero hora de 02 de janeiro de 2019, apesar de discordar integralmente da decisão liminar emitida pela 1ª Vara Judicial de Curitiba, deixará de prestar socorro médico e mecânico nas rodovias BR-153 (entre Jacarezinho e Santo Antônio da Platina) e PR-090 (no segmento entre o entroncamento com a Rodovia BR-369 - Jataizinho - ao trevo de acesso ao Município de Assaí). Por ano, a Concessionária realizava mais de 1.600 atendimentos nestes trechos.
A Econorte está somente cumprindo decisão judicial, tomada após solicitações do Ministério Público Federal via Ação Civil Pública, que entre um de seus objetivos solicita o encerramento da cobrança de pedágio na praça de Jacarezinho. A Econorte lamenta que, como consequência direta da suspensão da cobrança nesta praça de pedágio, a operação nesses dois trechos rodoviários também está suspensa. Os trechos foram incluídos na operação da concessionária quando da mudança da praça de pedágio de Cambará para Jacarezinho.
Sabendo que durante as festas de final de ano as rodovias apresentam tráfego intenso, e em total respeito aos seus usuários, a Concessionária optou por continuar os serviços prestados, apesar de ter suspendido a cobrança de pedágio na praça de Jacarezinho em 23 de novembro de 2018. A Econorte informou ao DER/PR, em 18 de dezembro de 2018, que desde o momento da decisão judicial deveria ter suspendido a operação nas rodovias, e cobrou deste órgão medidas de proteção aos usuários das rodovias. A administração dos trechos será realizada pelo Poder Público (Estado e Municípios).
Além da suspensão da operação nas rodovias, desde 21 de dezembro de 2018, a Econorte suspendeu a execução das obras de ampliação da capacidade, manutenção e restauração da BR-153, e suspendeu os serviços de conservação das rodovias BR-153 e PR-090.
No entendimento da concessionária, esses movimentos causam prejuízo imediato e de longo prazo aos usuários, visto a perda de receita (via suspensão da cobrança de pedágio e redução da tarifa em quase 27%) e poderá acarretar reequilíbrios econômico-financeiros onerosos às tarifas de pedágio.
A Econorte está tomando todas as medidas legais e judiciais cabíveis para restabelecer as condições até então vigentes do Contrato e seus aditivos, atos jurídicos perfeitos firmados entre as partes ao longo de 20 anos de concessão. A operação dos demais segmentos segue normalmente, apesar da redução de quase 27% nas tarifas de pedágio.
ANUNCIFÁCIL

Justiça espanhola desmonta a farsa do doleiro Tacla Durán


Márcio Anselmo: ‘O importante é não retroceder’ na Lava Jato


‘Quase matou meu menino’, diz pai de bebê atacado por macaco em Ourinhos


EDITAIS: 60 concursos publicados somam 22.439 vagas e salários de até R$30.404,41!


Bolsonaro promete decreto presidencial para posse de arma

Acredite se quiser: advogados de Temer querem que ele seja julgado pelo Supremo


Novo equipamento da PRF facilita identificação de motoristas sob efeito de álcool


Quatro pessoas são mortas e duas baleadas em rixa entre CV e PCC