Governo Bolsonaro sugere devassa nas contas de Michel Temer

Governo Bolsonaro sugere devassa nas contas de Michel Temer
Alexandre Gimenez, do UOL

O clima amistoso entre Jair Bolsonaro e Michel Temer, que deu o tom na passagem da faixa presidencial, não deve se manter nos próximos dias. Logo após a primeira reunião ministerial do novo governo, Onyx Lorenzoni (Casa Civil) disse que houve "exonerações e verbas incomuns" nos últimos 30 dias. Ou seja, no apagar das luzes do governo Temer.

Segundo o ministro, Bolsonaro pediu para sua equipe olhar com lupa todos os gastos dos últimos 15 dias, onde os pagamentos foram especialmente altos. "O presidente pediu um relatório para ver para onde foi esse dinheiro, por que isso foi feito e se tem suporte para ter sido feito", disse Lorenzoni. Além disso, o ministro afirmou que grande parte dos imóveis da União será vendida.

Já os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, continuam dando declarações polêmicas. Reportagem da Folha de S. Paulo mostra que as opiniões do chanceler causaram estranhamento entre diplomatas estrangeiros. E num vídeo que circulou freneticamente nas redes sociais, Damares disse que no novo Brasil, "menino veste azul e menina veste rosa".

UOL

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.