Maduro tome posse para 2º mandato, ataca Bolsonaro e isola a Venezuela

Maduro tome posse para 2º mandato, ataca Bolsonaro e isola a Venezuela
Alexandre Gimenez, do UOL
Sob forte pressão interna e externa, Nicolás Maduro tomou posse na Venezuela. E logo recebeu um presente nada agravável: A OEA (Organização dos Estados Americanos) declarou ilegítimo o seu segundo mandato na presidência venezuelana.

O Paraguai foi além e rompeu as relações diplomáticas com a Venezuela. Já os EUA disseram que a pressão contra Maduro vai aumentar.

Em seu discurso, Maduro afirmou que há uma tentativa internacional de "principiar um processo de desestabilização". Disse que o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, é "um fascista", contaminado pela direita venezuelana, que vem impulsando a "direita de toda a região".


UOL

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.